Filosofia GANHO/GANHO ou GANHO/PERDA…

   Fim de mais um mês chegando e é hora de apurar as despesas e os rendimentos (seja via renda ativa ou renda passiva), apesar de não ter uma orçamento propriamente dito anoto todos os meus gastos, desde um café na esquina até a compra de um carro. Procuro não deixar escapar nada, dessa forma tenho uma boa ideia para onde vai o meu dinheiro. Sempre que fecho um mês me espanto como é fácil gastar mais do que se deve em algumas coisas e como pequenos gastos se acumulam ao longo do mês a ponto de se tornarem significativos quando se busca IF. Não raro me pego pensando em maneiras de cortar certos gastos principalmente os supérfluos e chego a seguinte conclusão, alguns gastos quando cortados podem ser classificados como GANHO/GANHO e outros como GANHO/PERDA.




   É comum as pessoas sempre associarem corte de gastos com algo negativo e consequentemente com perdas, seja de qualidade de vida mas também perda com conforto ou mesmo satisfação pessoal. Cito como exemplo, se eu decidir parar de gastar tanto com idas ao “coffeeshop” da esquina vou economizar 200 reais por mês, mas em compensação ficarei mais tempo trancado em casa e isolado dos amigos, isso eu chamaria de decisão GANHO/PERDA, ganharei financeiramente 200 reais para investir mas perderei em qualidade de vida. (Isso representa 2.400 reais por ano!)

   Mas isso nem sempre é verdade, pode ser que reduzindo algum gasto passamos não só a ganhar no lado financeiro como também ganharemos na “outra ponta da equação”. Por exemplo, meus gastos com supermercado são de certa forma elevados porque gosto muito de comer carne. Se eu decidir reduzir esse gasto e substituir grande parte das refeições por saladas e verduras vou economizar bastante cada vez que fizer compras e também irei melhorar minha saúde uma vez que todos sabemos que comer carne não é necessariamente um hábito saudável, isso eu chamo de GANHO/GANHO. Você pode aplicar cortes de gastos do tipo GANHO/GANHO em várias áreas da sua vida, tipo ir de bicicleta para o trabalho e economizar combustível ao mesmo tempo que se exercita. Ou mesmo mudar-se para uma casa menor perto da escola do filhos, vai economizar com aluguel e combustível  além de melhorar sua qualidade de vida por não passar horas no trânsito das cidades grandes.

   Como tudo na vida é uma questão de escolha, felizmente nem todas as escolhas você terá que abrir mão de um lado para ganhar do outro. Note também que essa filosofia de vida depende muito da ótica do observador, no meu primeiro exemplo eu classifiquei não ir tomar café com os amigo como GANHO/PERDA, mas por outro lado imagino que reduzir meu consumo de café também me faria bem para a saúde uma vez que café não é exatamente uma bebida saudável, principalmente para um estômago castigado por úlceras provenientes do stress do trabalho como é o meu. Sendo assim essa minha decisão se tornaria GANHO/GANHO.

   Anote seus gastos e faça ajustes necessários para atingir seus planos de IF, não esqueça de utilizar a filosofia acima para facilitar suas decisões e boa sorte!

Sr. IF365

Comentários