Fev/2018: R$2.992.677,65 (+1,44%) | Renda Passiva R$6.813,31

   *** De antemão já peço desculpas pela qualidade das imagens neste post, acho que fiz besteira quando exportei os gráficos e ficou tudo com essa péssima qualidade final. Mês que vem vou tentar resolver o problema.***

RESUMO Fev/2018

Patrimônio: R$2.992.677,65
Renda passiva (Cupons*+Dividendos Ações e FIIs): R$6.813,31
Renda Ativa: R$43.819,75
Gastos: R$4.379,32
Dívidas: R$0,00

   *O valor total líquido dos cupons é dividido por 6 e contabilizado mensalmente como renda passiva para aquele respectivo mês.



PATRIMÔNIO REAL

  O patrimônio continua crescendo dentro da média esperada e quase ultrapassou a barreira dos 3 milhões de reais ficando em exatos R$2.992.677,65. Os gastos ainda em tendência de baixa principalmente porque abri mão de ir viajar esse mês, já em março tenho férias planejadas e com certeza vai subir (e muito!)
   Fevereiro foram pagos cupons dos títulos IPCA+ 2050 que somaram R$28.156,00 líquido, o desempenho só não foi melhor por causa da minha exposição à marcação de mercado desses títulos. Não tenho planos de resgate antecipado mas a marcação gera enormes distorções no acompanhamento da evolução patrimonial, não dá para ficar muito feliz quando sobe e nem muito triste quando cai, um bom exemplo disso é que mês passado o patrimônio subiu mais de R$150.000,00 e esse mês “só” R$42.620,65 sendo que pode até ficar negativo em alguns outros meses do ano.
   Já a bolsa brasileira que disparou no começo de fevereiro me forçou a fazer um rebalanceamento das minhas ações ITUB4, sempre que ficam 20 mil acima do “target” esperado vendo e realoco em outros ativos q caíram, dessa vez foram em FIIs. Coloquei esse limite de 20 mil reais para não ter que pagar imposto sobre lucro nas vendas.
 




RENDA PASSIVA

   Independente da bolsa subir ou cair, do Tesouro sofrer marcação de mercado positiva ou negativa considero a renda passiva o melhor indicador da minha saúde financeira rumo à IF. O mês fechou com uma renda passiva líquida de R$6.813,31. Mas espera aí, como pode um patrimônio de quase 3 milhões de reais gerar só isso?!?! É muita incompetência financeira! Calma que eu explico, essa renda veio unicamente de três classes de ativos que compõem a minha carteira e que geram renda acima da inflação.  O cupons dos Títulos IPCA+ 2050 que eu recebo semestralmente e divido por 6, como demonstrado no gráfico patrimonial esses títulos representam cerca de 50% dos meus investimentos. A segunda fonte de renda vem dos Fundos de Investimento Imobiliários (FIIs) e finalmente minha terceira fonte de renda passiva são os dividendos esporádicos das ações do ITUB4 e TAEE11. Porém ainda tenho R$750.000,00 “parados” no meu imóvel que está vago desde setembro do ano passado (isso explica parte da queda brutal da renda a partir daquele mês) e ainda R$249.809,11 que estão em moeda estrangeira que só terei acesso quando deixar meu atual emprego, esse montante faz parte de um plano de aposentadoria que inclui co-participação da empresa (contribuo com aproximadamente US$450 e a empresa coloca mais US$900 todo mês). Somando um total de aproximadamente R$1.000.000,00 que estão sem gerar renda passiva (não quer dizer que não esteja rendendo).




    Assim que vender a casa farei a distribuição e balanceamento do dinheiro conforme meu planejamento de IF. Já quando pedir demissão terei acesso aos recursos que estão em moeda estrangeira (quem sabe não dou sorte de pegar uma alta do dólar) e vou repatriar grande parte desses ativos para gerar renda passiva deixando uma pequena parte como reserva em dólares.



PROJEÇÃO Maio/2019

  Minha proteção patrimonial e de renda passiva continuam seguindo o rumo esperado para Maio de 2019 quando deixarei meu emprego. Continuando nesse rito espero atingir a meta de R$3.652.306,02 com patrimônio final e uma renda passiva líquida de R$14.640,59. Para isso como já mencionei antes vou precisar vender o imóvel que está parado (aluguel seria minha segunda opção) e conseguir repatriar os ativos em moeda estrangeira. Uma vez feito isso minha alocação final de investimentos ficará confirme gráfico abaixo.





   Por enquanto é isso, seguindo firme e trabalhando forte rumo à IF e aposentadoria em Maio/2019. O grande objetivo para o próximo mês é superar pela primeira vez a marca do 3 milhões de reais, tudo vai depender mais uma vez da marcação de mercado do títulos do tesouro.
















Sr. IF356

Comentários