Orçamento para a Independência Financeira…

   Quem lê o meu blog a algum tempo já sabe que após a “aposentadoria” tenho planos de me mudar para Bali na Indonésia, inclusive no final do mês passado fui até lá conferir a região que desejo morar e escrevi um artigo em duas partes. O objetivo da viagem foi não só descansar um pouco mas também sair a campo para ter uma melhor noção da região de Canggu onde pretendo me estabelecer e pesquisar os preços locais praticados que irão influenciar no orçamento do dia a dia.






ALIMENTAÇÃO

   Logo que voltei de viagem fui ao supermercado local e comparei o preço de todos os produtos que costumo consumir para ter uma ideia de quanto gastarei por mês caso não queira mudar muito meus hábitos de consumo. Descobri que fazer compras em supermercados de Canggu é 30% mais barato que no país onde atualmente resido, porém como moro sozinho e quando mudar para Bali irei morar junto com a minha namorada vou desconsiderar essa diferença e simplesmente assumir que gastarei o mesmo valor que desembolso em compras atualmente, R$1300. Vale notar que esse valor me permite continuar consumindo as mesmas coisas que consumo hoje, caso decida seguir em frente com meus planos de recuperar a saúde e passar a me alimentar de produtos locais como vegetais, caldos, arroz, etc… o orçamento deve dar uma boa encolhida nessa categoria, porém gosto de considerar o “pior” cenário possível.


MORADIA

   Aluguel com certeza continua sendo o item mais pesado no orçamento, as opções são infinitas e é possível gastar muito pouco até uma fortuna em moradia. Isso porque Bali oferece desde casas compartilhadas por R$700 por mês até mansões na beira da praia por preços inacessíveis para nós “mortais”. Com isso em mente eu já tenho mais ou menos a região que desejo morar e vou reservar em torno de R$3.000, com esse valor é possível alugar uma casa de até 3 quartos com piscina porém “longe da praia” (10 minutos de scooter) ou então 2 quartos sem piscina e na beira da praia, até o momento fico com a segunda opção mas vou decidir isso quando já estiver morando lá e começar a procurar casas pessoalmente. Como você pode ver o aluguel é bem flexível e tem muitas variáveis, espero conseguir um bom custo beneficio durante a negociação do aluguel que por sinal é pago antecipadamente e geralmente paga-se por um ano todo de uma vez.


PLANO DE SAÚDE

   Essa é uma parte que não se pode fazer economia porca, até o momento o meu plano de saúde e o da minha namorada são pagos pelo nosso empregador (trabalhamos na mesma empresa), assim que pedir demissão terei um mês extra de cobertura porém depois disso estaremos por nossa conta. Se der azar de descobrir um doença grave estando sem cobertura existe a grande chance de ter que gastar tudo que acumulei durante décadas em um tratamento de cancer ou um transplante por exemplo. Simplesmente não dá para correr esse risco! Decidimos não fazer economia e até o momento iremos contratar um plano com cobertura internacional de boa qualidade da William-Russell, temos a intenção de viajar bastante no começo da IF e um plano com cobertura mundial (com excessão dos EUA) é fundamental. Vai me custar R$1.100 por mês para nós dois, ainda farei mais pesquisa mas pelo visto um plano internacional custa geralmente nessa faixa.


WiFI e Celular

   Não dá para se viver isolado do mundo, então para ter internet banda larga em casa irá custar R$150 e dois planos 4G R$120. Bali ainda sofre com problemas de conexão, minha experiência com a qualidade do serviço 4G foi bem sofrida quando estive por lá, espero ao menos ter uma conexão melhor através da banda larga em casa.


TRANSPORTE

   Ainda não me decidi se vou simplesmente comprar duas bikes (bicicletas) ou fazer como todo mundo e alugar uma scooter, gostaria muito mesmo de só depender de bicicleta para ir aos lugares mas considero sim alugar uma scooter para trajetos mais longos, o preço do aluguel é R$200 por mês.


VISTO DE PERMANÊNCIA

   Como brasileiro irei precisar renovar meu visto todo mês após os 2 primeiros meses na ilha, fazendo por uma agência irá me custar R$190 por mês, a não ser que eu case com a minha namorada vou precisar desembolsar esse gasto enquanto quiser morar por lá (ainda acho que é mais barato doque me casar!rs)


ELETRICIDADE

   Bali é quente e eu não suporto passar calor em casa, principalmente para dormir. Por isso a intenção é reservar um valor suficiente para a conta de luz que cubra o uso de ar condicionado praticamente ligado 24h por dia. Segundo as estimativas de quem mora lá vou pagar R$370 por mês.


Gás

   A ideia é sempre que possível comer em casa, apesar de que quem leu o meu artigo sobre Bali viu como é possível comer um belo café da manhã por menos de R$3, mesmo assim estimo que gastarei R$10 de gás todo mês.


ÁGUA POTÁVEL

   Assim como no Brasil não se deve tomar água da torneira em Bali, a maneira mais prática é comprar galões de agua que são entregues na porta de casa, estimo consumir 5 desses galões por mês e desembolsar R$50 para isso.



Esses são os itens básicos até agora, fazendo um resumo:

Alimentação           R$ 1.300
Moradia                  R$ 3.000
Saúde                     R$ 1.100
Internet+Celular     R$  270
Transporte             R$  200
Visto                       R$  190
Luz                          R$  370
Gás                         R$  10
Agua potável         R$  50
Água*                     R$ 0
TOTAL                    R$ 6.490
*Normalmente as casas possuem poço artesiano.


   Pois é, esse é preço básico para se morar com um bom conforto em Bali na frente da praia onde pretendo surfar todo dia, pescar no fim da tarde e quem sabe sair a note para ver o movimento dos turista. Sei que o item moradia está pesado e como disse tem para todos os bolsos, mas na minha opinião se for par viver a IF que seja com um certo conforto. O plano de saúde também está pesado mas é algo que não abro mão, depois de tantos anos esmerilhando meu corpo por causa do trabalho escravo ainda acho que vou ter algo mais sério lá na frente e quero estar coberto neste sentido.

   A estimativa de renda passiva em Maio de 2019 está em R$20.000,00 caso consiga vender a casa e em R$17.000 caso não consiga. Valores mais que suficientes para cobrir os gastos, viajar e ainda reinvestir uma boa quantidade da renda para que o patrimônio ao menos vença a inflação. Na verdade olhando esse orçamento já poderia largar tudo hoje caso conseguisse vender a casa, mas prefiro sofrer mais um ano e garantir uma renda extra para o futuro.


Sr IF365