Maio/2018: R$3.057.304,42 (-2,25%) | Renda Passiva R$13.486,14

RESUMO

Patrimônio: R$3.057.304,42
Renda passiva (Cupons*+Dividendos Ações e FIIs): R$13.486,14
Renda Ativa: R$62.692,73
Gastos: R$7.760,72
Aportes: R$ 58.061,22
Dívidas: R$0,00

*O valor total líquido dos cupons é dividido por 6 e contabilizado mensalmente como renda passiva para aquele respectivo mês.






PATRIMÔNIO REAL

   Esse mês não teve jeito, nem o gordo dividendo pago pela TAESA juntamente com o costumeiro aporte de “dinheiro novo”, os dividendos dos FIIs e a escalada do dólar conseguiram sustentar o crescimento patrimonial. Um verdadeiro show de horrores no mercado de renda variável e também na marcação à mercado dos Títulos Públicos que arrastaram meu patrimônio para baixo em -2,25%, descontando os aportes sofri um tombo de R$ 128 mil. Se tiver mais um mês assim o pé que eu achava que estava fincado firmemente acima do patamar de 3 milhões não vai resistir. Mas como é possível ver no gráfico acima não é a primeira e nem será a última queda patrimonial, já tive mês com queda de mais de 5% porém como o valor investido era menor a variação chamava menos minha atenção.


Meu portfólio continua dividido em:

Ações - R$201.678,50
FIIs - R$1.445.349,49
Tesouro 2050 - R$356.251,00
Reserva em Dólares - R$302.687,97
Imóvel - R$750.000,00
Outros - R$ 1.337,46

TOTAL - R$3.057.304,42






RENDA PASSIVA

   Mas nem tudo são lágrimas esse mês, mesmo com o patrimônio despencando a renda passiva disparou turbinada pelos dividendos da TAESA que pagaram esse mês R$3.980,38. Conforme gráfico abaixo é possível notar como o pagamento de dividendos por parte das ações torna e renda passiva irregular, mesmos assim a base da minha IF continua sólida tendo como fontes principais os cupons do Tesouro Direto e FIIs.
   Total da renda passiva foi R$13.486,14, composta por R$8.224,71 provenientes dos FIIs, R$4.026,43 dividendos das ações e R$1.235,00 cupons do Tesouro IPCA 2050.















GASTOS

   Os gastos esse mês ficaram de certa forma controlados mas acima da média, sofreram um pouco com aquela viagem já planejada que eu fiz para visitar a família e participar do aniversário da sobrinha, a revisão de 45.000km do carro (como eu ODEIO carro!rs) ficou em segundo lugar e gastos com supermercado em terceiro (subiram bastante devido ao mês maravilhoso que eu tive por ter voado bem menos do que o de costume e consequentemente ficando mais tempo em casa para cozinhar).
   Menção honrosa para os gastos de sempre com o condomínio e IPTU do imóvel que ainda está desocupado mas que provavelmente terei grandes novidades em breve, estou praticamente fechando a ocupação dele e felizmente irei não somente me livrar desses gastos mas também engordar a renda passiva através do aluguel.

   Os três maiores gastos do mês foram:
Viagem R$1.787,23
Supermercado R$1.267,53
Carro R$997,45





APORTES DO MÊS

   Em maio fiz os seguintes aportes ainda seguindo minha estratégia de priorizar FIIs de papel:

FIIs
BBPO (+) R$ 7.992,00
KNCR (+) R$ 31.346,37
KNIP  (+)  R$ 16.067,60
VRTA (+) R$ 2.655,25

TOTAL (=) R$ 58.061,22



PROJEÇÃO Maio/2019

   Acho que andei sendo muito otimista nas minhas projeções anteriores com relação aos dividendos pagos pelos FIIs, fiz alguns ajustes na planilha de forma a refletir melhor a realidade que espero encontrar quando atingir FIRE, reduzi o DY médio para 0,6% ao mês (atualmente tenho conseguido algo bem superior a isso mas prefiro ser mais conservativo). A queda do patrimônio também refletiu forte nas projeções e dessa maneira estimo ter em maio de 2019 R$3.569.368,41 e a renda passiva deve ficar em R$16.941,74 (considerando que realmente fecharei o aluguel do meu imóvel), caso consiga vendê-lo e aplicar o dinheiro conforme minha estratégia a renda subiria para R$18.250,32.


Sr. IF365

Comentários