Não tenho orçamento…

   Quem leu meu post sobre porque é uma boa idéia anotar todos os gastos deve ter ficado com a impressão de que eu também sou um aficionado por orçamento pessoal, afinal de que adianta anotar todos os gastos se não existe um controle do orçamento para limitar esses gastos? Pois bem, acho que sou um péssimo exemplo para a comunidade FIRE porque não tenho e nunca tive um orçamento, apesar de ter sim uma boa idéia de qual é o meu custo de vida não começo todo mês separando o quanto de dinheiro vai para cada categoria dos gastos.





   Não sou contra fazer orçamento mas no meu caso acho uma perda de tempo uma vez que meus gastos pessoais nunca nem chegaram perto de superar minha renda, sempre economizei a maior parte do meu salário e grandes gastos são sempre esporádicos e de certa forma planejados, em um mês comum chego a economizar 90% do dinheiro que entra na forma de renda ativa e passiva. Já tive períodos na vida onde economizei menos mas chutaria que nunca fiquei abaixo de 50% da minha renda, na verdade depois que eu quitei a casa no Brasil e zerei minhas dívidas com o financiamento do carro meu patamar de economia se elevou de tal forma que fazer um orçamento nunca mais passou pela minha cabeça.

   Meu grande problema com orçamento é que cria em mim uma ansiedade e mentalidade de escassez, igual quando eu sou obrigado a usar um plano de internet 4G limitada, fico o tempo todo me regulando e checando o quanto de dados já foi consumido tirando todo o prazer em utilizar internet móvel. Sei que é uma comparação tosca mas é assim que eu me sinto e seu que se tivesse um orçamento a seguir teria o mesmo sentimento e ansiedade toda vez que eu estivesse chegando perto do limite.

   Não tenho uma vida de luxos e extravagâncias, por isso olho com a mais absoluta tranquilidade os meus gastos mensais no aplicativo que uso para fazer tal controle, as vezes me espanto um pouco com o quanto gastei com café ou mesmo em uma viagem de férias, mas sei que fiz o meu melhor e oque sobrou é sempre o suficiente para que os aportes continuem me impulsionando rumo à IF. Os leitores mais atentos devem estar se perguntando como eu tenho coragem de dizer que não faço um orçamento se alguns meses atrás fiz um post justamente sobre “Orçamento para a IF”, apesar de ter chamado de orçamento a verdade é que aquilo não passou de um estudo para verificar qual a viabilidade da renda passiva projetada me sustentar vivendo em Bali, aproveitei a oportunidade de conhecer melhor o local que pretendo morar e ao mesmo tempo descobrir qual o valor real do custo do vida por lá.

   Acredito que fazer um orçamento tenha sim seu valor porém só para aquelas pessoas que não possuem condições de guardar o suficiente no final do mês para atingir seus objetivos, aí sim faz todo sentido gastar um tempo decidindo oque será mais importante naquele mês e o que será possível cortar com o objetivo de sobrar o suficiente para aportar o valor necessário para conquistar os planos de vida. Mesmo não tendo um orçamento continuarei anotando todos os meus gastos de forma que minha percepção de quando de dinheiro que entra e sai continue sempre aguçada, não tem nada pior do que perder a noção do quanto se gasta e acabar virando um “Gordinho do Outfit”!rs


SrIF365

Comentários