Setembro/2018: R$3.221.974,50 (+0,50%) | Renda Passiva R$11.240,21

Voltei! Bem a tempo de curtir uma depressão pós-férias e fazer o fechamento do mês!rs Tenho mais uns dias para relaxar antes de voltar ao trabalho e vou responder todas as mensagens que ficaram acumuladas aqui no blog.




Patrimônio: R$3.221.974,50
Renda passiva (Cupons*+Dividendos Ações e FIIs): R$11.240,21
Renda Ativa: R$ 60.064,00
Gastos: R$ 27.085,67
Aportes: R$ 49.989,03
Dívidas: R$ 0,00

*O valor total líquido dos cupons é dividido por 6 e contabilizado mensalmente como renda passiva para aquele respectivo mês.






   PATRIMÔNIO REAL


   Setembro ficou ligeiramente positivo, o patrimônio cresceu apenas 0,5% (equivalente a R$16.169,73) e a culpa pelo baixo desempenho não é do mercado e sim da gastança absurda durante a viagem de férias. A renda passiva apesar de bem menor quando comparada à do mês passado ainda sim demonstra uma clara tendência de alta.

   O dólar continua em alta e dessa forma influenciando positivamente minha renda ativa, dessa forma fechei o mês com um patrimônio total de R$3.221.974,50. 


   Portfólio:

Ações - R$197.509,50
FIIs - R$1.565.396,08
Tesouro 2050 - R$341.123,73
Reserva em Dólares - R$364.910,04
Imóvel - R$750.000,00
Outros - R$ 3.035,15

TOTAL - R$3.221.974,50







   RENDA PASSIVA

   Como comentei a renda passiva esse mês foi bem menor quando comparada ao mês anterior (que foi atípico uma vez que recebi dividendos das ações do Itaú e TAEE), mesmo assim ficou clara a tendência de alta conforme realizo novos aportes em FIIs e isso fica claro quando olhamos para os meses de abril, junho e julho onde recebi uma renda normal sem os picos causados pelos pagamentos esporádicos de dividendos.

   Finalmente recebi o primeiro aluguel do inquilino porém tive que repassar à imobiliária como pagamento de honorários então não está sendo contabilizado esse mês, dessa forma fechei setembro com uma renda passiva de R$11.240,21. Estou ansioso pelo próximo mês quando finalmente receberei o primeiro aluguel e terei a clara noção da renda passiva real que meu patrimônio irá gerar, imagino que irá beirar os R$14 mil.










   GASTOS

   Conforme comentei nos posts anteriores saí de férias esse mês e apesar de já ter me preparado psicologicamente para os gastos que teria com a viagem não podia imaginar como no final tudo ficaria absurdamente caro, acho que simplesmente decidi conhecer um dos países mais caros do mundo e literalmente paguei o preço dessa decisão. Absolutamente tudo na Islândia, desde passagem aérea (mesmo tendo o benefício da empresa decidi comprar o trecho de ida com reserva para garantir que iria chegar na data correta da excursão) até um prato de comida no posto de gasolina custa uma fortuna! Foi literalmente o país mais caro e bonito que já conheci… enfim, no final das contas contabilizando do taxi para ir ao aeroporto até o cafezinho que tomei no boteco da esquina em Reykjavik, passando pela parada para visitar minha família na Europa e bancar um jantar para eles gastei nas férias absurdos R$ 24.860,93 (ou USD6,200 na cotação de hoje).

   O inquilino finalmente passou a arcar com as despesas da casa e me livrei de vez do IPTU e condômino, daqui para a frente a casa deve para de ser um passivo e vira um ativo. 

   Os gastos mensais ficaram em um total de R$ 27.085,67.

   Os três maiores gastos do mês foram:
Viagem R$ 24.860,93
Supermercado R$ 523,73
Internet R$ 427,00





   APORTES DO MÊS

   Continuo aportando em FIIs e turbinando a renda passiva, os mais de R$20 mil que coloquei esse mês no KNCR11 é o último aporte que farei em FII de papel, completei o valor planejado dentro da mina estratégia (hoje tenho R$280 mil divididos entre 5 fundos de papel), daqui por diante passo a aportar em outras categorias de fundos.


Em setembro fiz os seguintes aportes:

FIIs

HGCR11 R$ 12.282,00
PQDP R$ 14.009,99
KNCR R$ 20.698,24
BBPO R$ 2.998,80 


TOTAL (=) R$ 49.989,03


   Sei que os mais atentos irão questionar como posso ter aportado tanto se gastei 1/3 do salário nas férias, vale lembrar que paguei tudo no cartão de crédito e apesar de já contabilizar a “dívida” no valor patrimonial a fatura só irá refletir nos aportes do mês de novembro.



   PROJEÇÃO Maio/2019

   Acho que foi o mês que mais gastei na minha vida, talvez tenha gasto algo parecido quando casei (aí se arrependimento matasse) porém naquela época parcelei tudo, já a viagem desse mês foi tudo pago à vista e por isso o crescimento do patrimônio foi afetado. 

   Continuo de olho nas eleições e de certa forma até vislumbrando a inacreditável volta do PT ao poder, será com certeza um momento de pânico no mercado comparável à primeira eleição do Lula. Ainda não decidi oque farei, mesmo projetando uma renda de mais de R$16 mil em Maio/2019 penso que se a esquerda voltar ao poder me verei obrigado a pensar em alternativas, uma delas é deixar sim meu emprego porém procurar outro onde talvez eu consiga ser feliz e acumular um patrimônio fora do Brasil como precaução. Vamos ver, primeiro deixa eu curtir minha depressão pós férias e depois penso nisso….rs


Sr. IF365

Comentários