Dinheiro nunca é demais…

   Apesar de não ter mais falado aqui no blog a respeito de largar tudo mais cedo e ir viver a IF isso não quer dizer que quase todos os dias não penso em jogar tudo para o alto, principalmente depois que voltei das férias. A verdade é que eu estava me sentindo ótimo depois de quase 3 semanas longe do trabalho, a viagem de férias teve sim seus momentos estressantes mas quando retornei ao "deserto" me sentia rejuvenescido. Porém logo após a primeira viagem à trabalho (que começou com uma bela sequência de voos noturnos) não demorou para eu ser atacado por mais um ciclo da minha doença misteriosa, as dores de cabeça diárias voltaram, minhas costas travaram a ponto de eu não estar mais conseguindo ir à academia e a gastrite que simplesmente desapareceu durante as férias mesmo eu tendo abusado de todo tipo de comida e bebida retornou com força total a ponto de eu ter que apelar para Omeprazol (remédio que eu tento evitar ao máximo para não viciar).





   Não sei dizer se já virou psicológico mas a verdade é que meus ciclos da doença misteriosa estão cada vez mais frequentes, qualquer nível de stress um pouco acima da média já é suficiente para desencadear semanas de sintomas que descrevi acima. Tenho que admitir que a “máquina” do meu corpo literalmente está quebrada, não é normal alguém ser tão sensível assim à stress… se fosse assim ninguém trabalharia. Cheguei em um ponto que eu não sei mais oque fazer e simplesmente vou empurrando dia após dia como dá, se as costas doem fico na cama, se o estômago queima tomo Omeprazol, se a enxaqueca nunca vai embora me entupo de analgésico. Enfim, tem sido tempos ruins desde que voltei de férias.


   Então olho para a planilha financeira e vejo que tudo vai se alinhando para minha IF (incluindo a diminuição do fantasma do retorno do PT ao poder), recebi o primeiro aluguel esse mês e por isso meu objetivo traçado para a renda passiva foi atingido (15 mil reais), esse valor é mais que o dobro dos meus gastos projetados para viver em Bali conforme descrevi no post “Orçamento para a Independência Financeira… “. Além disso quando me mudei para o exterior tinha como meta acumular 3 milhões de reais, esse número já foi atingido lá em Março de 2018 e eu continuo aqui fazendo minhas projeções para Maio de 2019. Não sei se é ganância, vergonha de desistir antes do fim do “jogo” ou simplesmente medo de não ter guardado o suficiente, a verdade é que não aguento mais (ou melhor meu corpo não aguenta mais e ele está gritando por socorro).


   Quando defini a data para a aposentadoria levei em conta alguns fatores, entre eles o fato de que a partir de Janeiro de 2019 eu completo o tempo mínimo de empresa para receber integralmente meu bônus de final de contrato, e uma vez que obrigatoriamente tenho que dar três meses de aviso prévio considero essa meta atingida, praticamente era a última amarra que me segurava no emprego. Ao notar que daqui para frente posso iniciar meu processo de desligamento a qualquer momento sem prejuízo do meu contrato de trabalho me pergunto até onde a minha ganância irá me levar, será que dinheiro realmente nunca é demais? Me pergunto se não guardei muito e esse último esforço para levar à força o plano de me aposentar em Maio de 2019 realmente faz sentido, talvez para você leitor o tempo tenha passado rapidamente desde que escrevi meu post sobre os últimos 300 dias antes da IF. Mas acredite, para mim dias parecem semanas e semanas parece meses… o tempo parou! Eu gostaria muito que essa ansiedade fosse apenas igual a de uma criança que não vê a hora da noite de natal chegar para abrir seus presentes, mas no meu caso é ansiedade de ver um pesadelo acabar, sonho em dormir à noite, levar uma vida normal, ter energia para incorporar uma rotina de exercícios logo cedo, na volta passar no supermercado e planejar uma refeição saudável preparada por mim mesmo, etc… tudo sem pressa. Sonho com uma vida simples longe da correria, hotéis e noites mal dormidas!


   Desculpem pelo desabafo mas foi uma semana difícil, e olha que nem trabalhei tanto mas a saúde (ou a falta dela) está me incomodando muito. Achei que durante as férias tinha recarregado todas as minha pilhas para levar tranquilamente os planos de IF até o próximo ano mas fui surpreendido com a rapidez que essa doença desconhecida voltou. Me pergunto se dinheiro realmente nunca é demais e se continuar nesse caminho só pra acumular mais dinheiro está realmente valendo à pena…



Sr.IF365


Comentários