Bitcoin já era, e todas as outra criptos também…

   Se você assim como eu vislumbra um futuro brilhante para as cripto-moedas onde finalmente estaremos livres das garras dos bancos centrais e governos corruptos já pode ir desfazendo esses seus sonhos, talvez em algum momento realmente o Bitcoin possa ter sido o “dinheiro do futuro” completamente à prova de falcatruas e controle estatal, mas isso está acabando rapidamente na China e provavelmente irá se expandir pelo resto do mundo também. A essa altura você pode estar pensando que o governo chinês encontrou uma maneira de coibir o uso de cripto-moedas ou então conseguiu “hackear” o sistema… nada disso, na verdade o governo daquele país desenvolveu uma moeda virtual ainda mais valiosa doque qualquer cripto lançada até hoje, o chamado “Crédito Social”.





   Já sabemos que poucos países no mundo são tão autoritários como a China, mas acredite se quiser até 2020 todos os cidadãos chineses terão o chamado “Crédito Social”. Esses créditos serão calculados através do monitoramento constante do comportamento do indivíduo, créditos serão computados ou deduzidos da conta da pessoa de acordo com seu "bom" ou "mau" comportamento, coisas como por exemplo cruzar uma rua fora da faixa, fumar em local proibido, multas de trânsito, pegar o metrô sem pagar tarifa, comprar muita bebida alcoólica, ligar para alguém que tenha crédito social baixo, ter amigos em comum nas redes sociais que possuam crédito social baixo, espalhar fake news nas mídias sociais, criticar o governo, entrar em sites da internet não autorizados pelo governo, levar seu cachorro para passear sem o uso de coleira, etc… todos esses são exemplos já utilizados pelo governo chinês para deduzir créditos sociais das contas dos cidadãos já cadastrados. Todo esse monitoramento é feito através de sistemas avançados de vigilância on-line, centenas de milhares de câmeras com reconhecimento facial e até através de denuncias feitas por pessoas à sua volta.

    Juro que essa não é uma teoria da conspiração, basta fazer uma rápida pesquisa sobre esse sistema de crédito social que você irá ver que a implementação dele já encontra-se em estágio avançado. Mas então você me pergunta, e daí se o governo criou esse sistema? Eu não dou a mínima para oque ele pensa de mim! O problema é que um cidadão com baixo crédito social tem diversos tipos de serviços negados, podemos encontrar inúmeros casos onde pessoas com baixo crédito teve negada a compra de um bilhete aéreo ou de trem, por exemplo ao tentar finalizar a compra de um bilhete de trem para outra cidade a pessoa recebe uma mensagem na tela do computador dizendo “Seu acesso ao serviço ferroviário foi legalmente restringido”.


   Tudo isso parece absurdo e realmente é, mas ao ler sobre o sistema de crédito social uma pergunta veio à minha mente “onde foi que eu já vi isso antes?”, refleti um pouco e me lembrei do primeiro capítulo da terceira temporada da série Black Mirror da Netflix. Essa séria fantástica e que apesar de futurista trás situações tão plausíveis de tornarem-se realidade que como podemos ver já acontece em alguns cantos do mundo. Se não conhece a série sugiro que assista pelo menos o episódio que mencionei para que você possa ter um calafrio ao ver a ficção tornando-se realidade (cada episódio é uma história independente, então não se preocupe em começar pelo primeiro capítulo), o nome desse episódio é Nosedive (Black Mirror).


   Estima-se que 6.7 milhões de chineses já tenham sofrido algum tipo de restrição devido ao sistema de créditos sociais e o mais assustador que é que sua implantação ainda nem está completa. Na verdade as restrições impostas pelo sistema de crédito chinês parece que não terá limites, alugar uma casa, fazer reserva em hotéis, abastecer seu veículo, comprar terras, colocar filhos nas escolas… o céu é o limite para os tipos de restrições que serão implantadas quando o sistema estiver a pleno funcionamento até 2020.


   Obviamente “bom comportamento” será recompensado pelo mesmo sistema, ter um crédito social elevado garante ao cidadão acesso aos serviços públicos, taxas de juros menores em um financiamento, desconto em lojas, acesso às melhores escolas, oferta de empregos e até melhor conexão à internet… chegando ao ponto de alguns aplicativos tipo Tinder oferecerem posição de destaque para o perfil de pessoas com crédito social elevado. Obviamente os leais apoiadores do governo serão bem recompensados em forma de créditos sociais.


   E uma vez que você é capturado pelo sistema sabe quanto seu dinheiro (seja ele real ou virtual) irá valer? Zero! De que adianta ter milhões se você não consegue gastar? Imagine ter milhões na conta para comprar um passagem de primeira classe mas devido ao seu baixo crédito social estar impedido de embarcar em uma avião… é meus amigos, achamos que fomos espertos ao criar as moedas virtuais mas as forças obscuras que verdadeiramente controlam o mundo estão sempre um passo à frente. Sei que é difícil acreditar em tudo que escrevi acima, fica parecendo que o post foi baseado mais no capítulo do Black Mirror doque em fatos reais, mas não foi! Faça sua própria pesquisa e descubra o mundo que nos aguarda.


Sr.IF365


Comentários