Hora de recuperar a saúde perdida em busca da IF…

   Quando me perguntam porque deixei meu emprego a primeira resposta que vem à mente é que o trabalho estava literalmente me matando, apesar de anualmente ter que me submeter à exames médicos para poder voar e os resultados desses exames sempre foram satisfatórios, a verdade é que no fundo eu sabia que estava literalmente morrendo. Meu corpo era atacado por três “fronts”: psicologicamente eu me sentia acabado, minha alimentação estava me envenenado e o sendentarismo terminava o serviço me fazendo cada dia mais gordo. Dessas três coisas a única que eu às vezes ainda tinha ânimo de fazer algo à respeito era quanto ao sendentarismo, por vezes sentia que meu corpo clamava para sair de casa e dar um caminhada.

   Apesar de me sentir melhor cada vez que consumia uma refeição mais saudável ou conseguia seguir uma rotina de exercícios, o stress causado pelo trabalho acabava destruindo qualquer tipo de progresso igual a uma onda que derruba um castelo de areia na praia, bastava uma única semana ruim de trabalho para eu ter que lidar com infindáveis dores de cabeça, noites mal dormidas e tudo mais que o stress pode causar. Com isso a motivação para manter a rotina de exercícios ía pelo ralo. Quanto à alimentação confesso que poderia comer de maneira mais saudável em casa ou em hotéis, porém sou do tipo de pessoa que afoga as mágoas em um bom prato de comida, e beirando o estado de depressão que eu me encontrava um prato de salada era a última coisa que eu queria ver na minha frente. Garçom, me manda uma pizza portuguesa porque hoje o dia foi difícil no trabalho!





   O resultado desses 5 anos de descaso com a saúde foi um aumento de 16kg no meu peso, dores inexplicáveis pelo corpo e a auto-estima no chão… atingi o peso record de 89kg, nunca antes estive tão gordo! Tenho o hábito de anotar tudo em planilhas e vi que a última vez que decidi perder peso comecei a dieta pesando 85,8kg… dessa vez terei que trabalhar duro para simplesmente atingir esse patamar inicial. Ainda olhando a planilha vi que última vez que entrei em um regime sério foi em Setembro de 2010, olhando os números notei que minha perda média de peso foi de 1kg por semana e em Fevereiro de 2011 eu já tinha atingido meu peso normal de 73kg. Consegui atingir esse objetivo através de 1h de exercícios diários e controle alimentar, porém essa uma hora de exercícios diários era em forma de corridas, atividade que eu além de odiar acho péssima para as costas e joelhos. Por isso no momento estou optando por caminhadas e futuramente surf ou mesmo natação em Bali.


   Outra coisa que estou fazendo de diferente é ao invés de simplesmente adotar uma dieta convencional de baixas calorias optei por experimentar a dieta cetogenica, para quem não sabe é basicamente uma dieta rica em gorduras e proteínas porém pobre em carboidratos. Coloquei o plano em prática já no primeiro dia após meu último voo, isso foi em 17 de janeiro e aliada à dieta tenho me exercitado de forma rotineira até duas vezes ao dia. O resultado é que em 11 dias já estou pesando 86.9kg! Como lutei contra sobrepeso a minha vida toda sei que é absolutamente normal obter resultados espetaculares durante as primeiras semanas, principalmente porque perde-se muito líquido no começo. Enfim não existe milagres.


   Como disse acima eu sei que meu corpo está doente e não preciso de um médico para me atestar isso, sinto que tenho inflamações por todo o corpo: estômago, músculos, tendões e juntas. Percebo nitidamente que alguns alimentos me causam desconforto e provavelmente agravam esse estado de inflação. No momento não vou saber dizer se é por conta da redução imediata do stress ou devido a nova alimentação ser pobre um produtos inflamatórios mas o resultado é que deixei de tomar meu comprimido de anti-inflamatório diário e as dores estão absolutamente sob controle. É cedo para dizer que estou em um processo de cura mas sinto que o caminho é esse sim.


   Pois bem, esse é um blog de finanças porém dinheiro sem saúde não tem valor algum. Então criei a mais nova seção do blog com o nome criativo de “Saúde” onde de tempos em tempos falarei sobre minha jornada não só para perder peso como também para recuperar a saúde que perdi em busca da IF, irei ainda incorporar aos fechamentos mensais meu progresso para atingir o peso ideal em forma de gráfico. Eu sempre soube que depois que parasse de trabalhar as desculpas para continuar nessa vida sedentária e irresponsável com a saúde iriam acabar, só não esperava estar tão motivado para seguir por esse novo caminho. Não sei se é a dieta que está me dando nova energia ou o simples fato do stress ter reduzindo de forma dramática depois que parei de trabalhar, a verdade é que me sinto bem como não me sentia a muito tempo, e isso me dá a certeza de que estou no rumo certo.



Sr.IF

Comentários