Finalmente em terras australianas…

   As vezes até eu não acredito que toda essa logística de pedir demissão, sair do deserto, ir ao Brasil, voar para Bali e pouco tempo depois aterrissar na Austrália realmente deu certo. Não vou dizer que foi fácil mas no fim tudo deu certo e embarquei ontem sem contratempos com a passagem stand-by, o voo não estava vazio mas mesmo assim fui atendido logo quando cheguei ao aeroporto. Depois do check-in ainda deu tempo de fechar pela internet o aluguel do carro e um Air B&B para me hospedar nos primeiros dias em Brisbane, não quis fazer nada antes para não ficar estressado caso não embarcasse. Dessa forma entrei na aeronave com tudo certo porém com nada resolvido… já explico adiante.





   O voo foi relativamente curto, 5:40h e pousei em Brisbane pouco antes da meia noite. Como disse estava tudo certo com o carro e Air B&B porém nada resolvido pelo simples fato de que porque a reserva do veículo tinha sido feita com menos de 24h de antecedência eu só poderia retirar o carro na locadora a partir das 7h da manhã, então oque fazer? Apesar do Air B&B já estar disponível eu não queria tirar o escorpião do bolso e pegar um taxi até lá e depois ter que voltar para buscar o carro. Então vaguei pelo aeroporto vazio até encontrar um local confortável para dormir, e encontrei um belo sofá onde depois de amarar minhas coisas usando o cabo de aço do meu cofre portátil tirei uma bela de uma soneca. Tudo bem que não dormi a noite inteira mas foi o suficiente para recarregar as baterias, ou foi oque pensei.


   Antes das 7h as lojas do aeroporto já estavam abrindo então aproveitei para fazer duas coisas importantes, trocar dinheiro e comprar um chip de internet. Sendo que a segunda coisa passou a ser essencial na minha vida, não sei como alguém ainda consegue viajar hoje em dia sem ter internet no celular… é muita conveniência! Depois de me entender com os pacotes de internet disponíveis peguei um chip em promoção com 42GB de dados que irão durar por 28 dias e custou R$55,00. Agora conectado ao mundo foi hora de buscar o carro na locadora, chegando lá foi tudo fácil uma vez que eu já tinha traduzido minha habilitação para o inglês (saiu mais barato doque tirar a habilitação internacional) e enquanto esperava pelos trâmites não pude deixar de notar dois atendentes ao telefone falando com clientes que haviam batido os veículos alugados, até então eu tinha optado pela locação mais simples com uma franquia de seguro no valor de R$7.000,00 e ao refletir sobre como vai ser desafiador dirigir na “mão inglesa” e ainda traumatizado com o acidente que tive no Brasil decidi fazer um upgrade no seguro e por mais R$22 ao dia a franquia em caso de acidente cai para R$1.300,00 além da disponibilidade de um carro reserva. Ficarei 66 dias com o carro e pagarei R$94 por dia… gasto total de R$6.204,00.

Espero que o carrinho sobreviva à dois meses dirigindo na mão inglesa.





   Hora do grande desafio, dirigir até o Air B&B sem causar nenhum acidente por trafegar na mão inglesa. Foi nessa hora em que percebi que não estava realmente descansado, o esforço mental necessário para executar uma tarefa que parece tão simples é enorme (e isso porque eu perdi as contas de quantas vezes eu pousei uma aeronave nessas condições de cansaço e nunca achei difícil!) Desde a seta até o acelerador passando pelo cinto de segurança, tudo esta no “lugar errado”… sem contar todos os outros carros e pedestres que insistem em trafegar na “contra mão”!rs Nessa hora fiquei realmente feliz por ter contratado o seguro extra. Graças ao chip com internet pude colocar o meu destino no Waze e segundo o aplicativo seria um percurso rápido e fácil de 16 minutos… na teoria deveria ser, porém para a minha surpresa praticamente todo o trajeto saindo do aeroporto é subterrâneo e consequentemente sem sinal de GPS. Ao entrar no túnel pela primeira vezeu pensei "a hora que sair o sinal do GPS volta", mas alguns alguns quilômetros depois enquanto eu lutava com os carros que insistiam em trafegar pela “contra-mão” foi que eu me toquei que não só o túnel não acabaria tão cedo como também eu já tinha perdido a saída que deveria ter pego. Resumindo, a hora que consegui ver a luz do sol novamente eu já estava praticamente no centro da cidade. Com uma dificuldade enorme consegui fazer o retorno e entrar no bendito túnel novamente, só que dessa vez me orientei por placas e acabei conseguindo chegar ao Air B&B.


   A Srta.IF só chega na Austrália lá para o dia 22 então mantive o escorpião no bolso e aluguei algo simples… vocês já conhecem essa história, né? Apesar de não ser horrível como o hotel em Bali ainda sim é um lugar bem modesto e barato para os padrões australianos, vou ficar um total de 4 dias e pagando R$170,00 por dia… que saudade do meu quartinho em Bali por menos de R$50!!rs Mas por esse valor extra ao menos dessa vez tenho agua quente abundante, uma geladeira que funciona, internet estável e uma mini cozinha. Enfim, já ficou claro que a Australia é muito cara e incompatível com qualquer tipo de geo-arbitragem para tentar economizar dinheiro pós-IF…


   Como ainda era de manhã e eu estava com fome decidi andar até um café pertinho (não queria dirigir de novo de jeito nenhum) para comer alguma coisa antes de dormir um pouco. Agora foi hora de sentir falta do meu café da manhã em Bali por menos de R$8… pedi um café com omelete, veio uma bela porção mas lá se foram 16 dólares australiano ou o equivalente à R$46! Acho que foi mais doque eu gastei comendo uma semana inteira em Bali, agora vocês entendem porque eu achei uma boa ideia morar na Indonésia e não em um país de primeiro mundo? Voltando para meu quarto desmaiei na cama, o cansaço me lembrou muito o tempo em que eu ainda trabalhava e passava mais de 24h acordado.


   Acordei finalmente descansado e decidi fazer uma coisa que eu não aguentava mais postergar, ir ver o filme da Capitão Marvel. Eu estava louco para ver esse filme e ter que ficar fugindo de spoilers no internet já estava difícil. Respirei fundo, peguei o carro e dirigi até o cinema, na Austrália assim como em todo país de primeiro mundo, eles fazem de tudo para coibir o uso de veículos nos centros urbanos e quando vi o valor dos estacionamentos caí de costas, felizmente o cinema oferecia 4 horas de estacionamento de graça para quem for ver filme, mas tive que tomar cuidado porque se passar desse tempo o valor cobrado é de R$122. Considerando que paguei R$24 para ver o filme (que é um baita filme para que acompanha esses 10 últimos anos da saga Marvel) e o estacionamento foi de graça achei o dia até bem econômico. Antes de voltar para o “hotel” ainda comprei um jantar na loja de conveniência e um sanduíche para o café da manhã do dia seguinte… mais R$51.

Cidade simpática



   Hoje decidi deixar o carro “em casa” e apesar do calor de 33 graus andei por todos os pontos turísticos de Brisbane, lugarzinho simpático mas nada de tirar o fôlego. Já vi que esse dois meses aqui irão exigir uma ginástica financeira absurda, conforme previsto o fundo Tio Patinhas provavelmente será consumido por completo até eu voltar para Bali. O Itaú pagou um gordo dividendo esse mês e a renda passiva projetada para ser usada em Abril irá facilmente  superar os R$20 mil, isso me ajudará muito a bancar a excentricidade que é essa viagem. Depois de amanhã encontro meu irmão e sobrinhas que estão passando um tempo na Austrália também, esse foi o grande motivo da minha vinda até aqui e vamos dividir um Air B&B por 10 dias, como disse a Srta.IF se junta a nós no dia 22 e a partir daí começo a viagem de verdade percorrendo mais de 2 mil km durante dois meses. Vai ser um rombo nas contas do Sr.IF mas com certeza algo à ser lembrado pelo o resto da vida, afinal dinheiro a gente não leva para o túmulo!



Sr.IF

Comentários