Maio/2019: R$3.981.057,72 (+1,81%) | Renda Passiva R$16.779,95 | FIRE: mês 4

Patrimônio:R$3.981.057,72 (USD$1.014.222,00)
Renda Passiva: R$16.779,95
Gastos: R$ 18.781,03
Rendimentos do Mês Anterior vs Gastos: (-) R$3.239,01 NEGATIVO
Dívidas: (-) -R$ 241,50
Fundo Tio Patinhas: (+)R$11.326,62



   Quarto mês de IF e o patrimônio continua crescendo apesar dos gastos elevados com a viagem para a Austrália, tudo graças à boa recuperação da bolsa e a grande valorização dos títulos do tesouro. Porém o mais impressionante foi mesmo a alta do bitcoin, meu lucro com esse tipo de “investimento” já ultrapassou 100% desde que escrevi o post “1 Bitcoin pra chamar de meu…”, o Viver de Renda pelo visto voltou a sorrir a toa esse mês.

   A renda passiva continua meio que estagnada quando comparada aos meses anteriores, acho que fiquei mal acostumado com as surpresas agradáveis que o Itaú e TAESA andaram pagando ultimamente. Mesmo assim no final das contas o valor recebido veio mais alto que a “renda mínima” de abril.

   A viagem pela Austrália acabou e nesse mês de maio eu passei exatamente 15 dias por lá e os outros 15 dias aqui em Bali, apesar da ginástica financeira tentando maquiar meus gastos esse mês foi a primeira vez desde o começo da minha Independência Financeira que gastei mais do que arrecadei em renda passiva, obviamente quem acabou sofrendo com isso foi o fundo Tio Patinhas que não só irá arcar com a diferença de mais de 3 mil reais como também com o dinheiro necessário para reinvestir 15% dos meus gastos, uma verdadeira voadora no peito do pobre Tio Patinhas.



   PATRIMÔNIO vs INFLAÇÃO e DÓLAR

   O IPCA em abril deu uma boa caída (0,57%) e juntamente ao constante crescimento patrimonial desde o início da independência financeira vejo que estou deixando a inflação bem pra trás, vou aguardar a divulgação do IPCA de maio antes de comemorar mas acredito que com o crescimento de +1,81% desse mês irei mais uma vez conseguir superar o índice.

   Apesar da renda passiva permanecer estagnada o patrimônio aproxima-se cada vez mais da marca dos 4 milhões de reais, fechei o mês em R$3.981.057,72. Já a linha vermelha do patrimônio corrigido pelo IPCA fica lá pra baixo, espero conseguir manter essa tendência ao longo dos próximos 40 anos!rs






   O dólar variou bastante durante o mês inteiro mas aos “45 do segundo tempo” despencou para próximo dos R$3,90 e garantiu que meu patrimônio superasse mais uma vez a marca psicológica de 1 milhão de dólares fechando em exatos USD$1.014.249,95.






   ATIVOS E PASSIVOS

   Sem grandes mudanças no portfólio, a alta temporária do dólar desequilibrou um pouco meus investimentos no exterior mas não pretendo fazer nenhum tipo de re-balanceamento no momento. Destaque para o Bitcoin que valorizou mais de 100% e já começa a me deixar preocupado por deixar todo esse dinheiro na exchange, talvez seja hora de guardar em uma cold wallet e parar de dar mole para hackers.

   Os títulos do Tesouro 2050 também andaram valorizando bastante, talvez o mercado esteja confiante que a reformar irá passar e poderemos de alguma forma superar essa crise sem fim.

Ações: R$302.733,00
FIIs: R$1.972.487,96
Tesouro IPCA2050: R$448.099,19
Investimentos no Exterior: R$458.350,67
Imóvel: R$750.000,00
Bitcoin: R$33.466,09
CDB & Poupança: R$ 8.972,68
Conta Corrente: R$ 7.062,96
Dívida no Cartão: (-) R$ 241,50

TOTAL: R$3.981.057,72 (USD$1.014.222,00)







   RENDA PASSIVA vs GASTOS

   Mais um mês de renda passiva dentro da média e apesar da leve alta ainda está próxima da minha renda mínima mensal esperada fechando em exatos R$16.779,95.




   Apesar de ter passado apenas 15 dias na Austrália isso já foi o suficiente para dizimar meu orçamento principalmente porque tive que comprar passagens de retorno para Bali. Os outros 15 dias que fiquei em Bali foram bem mais econômicos porem ainda sim pesaram no orçamento pelo simples fato de que tivemos que fazer todos as refeições fora já que o Air BnB não tinha uma cozinha decente.

   No total gastei R$ 18.781,03 no mês de maio, considerando que a renda de abril foi de "apenas" R$15.542,02 a conta ficou NEGATIVA em R$3.239,01. Diferença essa que sai diretamente do fundo Tio Patinhas. Vale notar também que esse mês comecei com a “mesada” da Srta.IF conforme descrevi no post “Adultos recebendo mesada, funciona?”, ficou definido que pagarei 10% da renda passiva em forma de “allowance” para ela gastar como desejar, ja sinto o alívio do meu stress cada vez que ela entra em uma loja de roupas e começa a perguntar oque eu acho do vestido…rs


Os 3 maiores gastos do mês foram:

Acomodação: R$5.449,00
Restaurantes: R$2.835,36
Transporte: R$2.689,63

TOTAL do mês: R$18.781,03






FUNDO TIO PATINHAS

   E falando em fundo Tio Patinhas, conforme expliquei no post “Regra dos 15%” meu plano é não só viver da renda do mês anterior como também obrigatoriamente reinvestir 15% dos gastos relativos aos mês anterior afim de vencer a inflação, já o montante que sobrar será colocado de lado em um investimento de alta liquidez para então ser gasto e não acumulado, chamo isso de Fundo Tio Patinhas uma vez que ele será usando para combater a compulsão por guardar dinheiro desnecessariamente.

   Segundo a “regra dos 15%” esse mês me vi obrigado a reinvestir 15% dos gastos de abril que representam R$3.163,23 (15% de R$ 21.088,23 são R$ 3.163,23). Considerando ainda que a renda em abril foi de R$15.542,02 enquanto os gastos do mês corrente foram R$18.781,03 fiquei com um saldo NEGATIVO de -R$3.239,01. Somando essa saldo negativo o valor que sou obrigado à reinvestir segundo a "regra dos 15%" R$ 3.163,23 (15% dos gastos de abril) a conta fica pior ainda -R$ 6.402,24 que sairá do bolso do Tio Patinhas, uma verdadeira porrada no valor do fundo mas que enquanto estiver positivo indica que na média ainda estou gastando menos do que arrecado.







   INVESTIMENTOS DO MÊS

   Esse mês finalmente atingi meu objetivo para o papel BBDC4 (50 mil reais), além disso coloquei parte do dinheiro que estava parado em conta corrente na poupança (sim o Sr.IF investe em poupança!) e ainda reinvesti os míseros dividendos que recebi no exterior em fundo de títulos públicos americano VGHS (short term treasury bonds).


INVESTIMENTOS REALIZADOS

Investimentos no Exterior
VGHS= R$255,85

Ações
BBDC4= R$ 11.301,50

Renda Fixa
Poupança=R$2.550,00

TOTAL (=) R$ 14.107,35



   SAÚDE

   A verdade é que minha saúde não está melhorando, pouco antes de retornar da Austrália meu corpo mais uma vez se rebelou e as dores que sinto diariamente a quase 10 anos pioraram. Acho que finalmente tenho que aceitar que realmente sofro de espondilite anquilosante e que nunca serei normal novamente, mesmo assim tento realizar todas as minhas atividade como uma pessoa normal já que não quero me entregar à doença.

   Quanto à minha dieta atingi um verdadeiro platô e está difícil quebrar a barreira dos 80kg, mesmo assim perdi mais um pouco de peso e fechei o mês pesando 80,3kg contra os 81,7kg do mês passado.





   VIDA PESSOAL

   O lado pessoal está um verdadeiro caos devido à minha não adaptação para morar em Bali, alguma coisa aconteceu e meus olhos se abriram para a zona que isso aqui é… juste-se a isso o fato de que morar nesse “paraíso” iria nos custar mais de 2 mil dólares por mês e a receita da infelicidade estaria completa. Já batemos o martelo que retornaremos ao Brasil e tentaremos ser felizes em outro lugar, enquanto isso não acontece estou passando um tempo com meus pais que vieram nos visitar aqui na ilha do deuses. A verdade é que agora eu não sei mais quando conseguiria relaxar novamente, terei que recomeçar tudo do zero e tentar não cometer o mesmo erro que cometi vindo morar aqui. Conforme comentei em posts anteriores passaremos uma temporada no Brasil morando “de favor” enquanto corremos atrás da papelada de Srta.IF para viver legalmente no país e posteriormente darmos entrada no pedido de migração para terras portuguesas. Se antes eu sonhava com o dia em que finalmente colocaria mas pés nas areias de Bali agora sonho com o dia que colocarei a cabeça no meu travesseiro em uma casa confortável em Portugal e perto da minha família. O fato de morarmos de favor trará um bom alivio nos gastos com moradia e quem sabe não utilizarei esse dinheiro extra para viajar de forma mais confortável pelo Brasil ou America do sul, estamos meio cansados da precariedade dos últimos meses e precisando de um pouco mais de conforto.



Sr.IF

Comentários