Julho/2019: R$ 4.100.083,83 (+1,22%) | Renda Passiva R$ 17.879,89 | FIRE: mês 6

Patrimônio: R$4.100.083,83 (USD$1.075.262,60)
Renda Passiva: R$17.879,89
Gastos: R$ 7.198,36
Rendimentos do Mês Anterior vs Gastos: (+) R$8.406,83
Dívidas: (-) R$ 2.264,14
Fundo Tio Patinhas: (+) R$23.257,17


   Estou completando meio ano desde que deixei meu emprego e passei a viver de renda, isso até rendeu até um post comemorativo chamado “6 meses de Independência Financeira e sem trabalhar”. Do ponto de vista financeiro eu não tenho do que reclamar e se como dizem por aí que os primeiros anos da independência financeira são cruciais para o sucesso a longo prazo, posso dizer que continuo no rumo certo uma vez que até o momento o crescimento patrimonial ficou apenas no campo positivo, na verdade a última vez que vi meu patrimônio encolher foi em junho do ano passado quando caiu -1,55%, obviamente naquela época eu ainda fazia aportes volumosos e isso costumava mascarar as quedas nos preços dos ativos. Mesmo assim ver que o plano continua dando certo mesmo depois de deixar o emprego dá uma sensação de vitória, vamos ver até onde a “festa do mercado financeiro” irá durar.



   PATRIMÔNIO vs INFLAÇÃO e DÓLAR

   O último IPCA divulgado ficou em apenas 0,01%, ou seja superar esse índice foi como bater em bêbado!rs A cada mês que passa o valor patrimonial real fica mais distante do patrimônio teórico corrigido pela inflação, a diferença já chega à pouco mais de 220 mil reais. Isso é uma boa gordura para enfrentar uma possível crise financeira que possa arrastar o preço dos ativos para baixo.

   Em julho pude observar uma forte valorização do títulos públicos IPCA2050 e também nas cotas dos FIIs, só isso já foi suficiente para garantir uma alta patrimonial de +1,22% ou o equivalente à R$49.443,85 e fechando o mês em exatos R$4.100.083,83.




   O dólar por sua vez se manteve estável quando comparado ao final do mês passado e por isso graças ao crescimento em reais o valor do patrimônio em dólares também subiu e fechou em $1.075.319,00.




   ATIVOS E PASSIVOS

   A primeira vista meu portfólio continua inalterado, porém conforme relatei no post “Diminuindo minha posição junto ao setor bancário” eu estou migrando aos poucos recursos das ações do setor bancário para o setor de energia, apesar dessa movimentação não ficar evidente na lista de ativos abaixo ainda sim pretendo seguir com o plano até atingir um equilibro entre os dois setores mencionados.

   Aproveitei também a leve recuada do dólar para transferir um pouco do patrimônio para minha conta corrente no exterior, pretendo deixar por lá em espécie e usar no futuro em viagens ou mesmo como reserva de oportunidade caso a tal crise financeira internacional dê as caras.

   Abaixo o valor da minha carteira dividida por classe de ativos, para efeito de comparação o valo do mês anterior é apresentado entre parênteses:

Ações: R$302.350,10 (R$311.704,42)
FIIs: R$2.042.591,92 (R$1.994.518,24)
Tesouro IPCA2050: R$482.108,79 (R$470.817,41)
Investimentos no Exterior: R$458.099,72 (R$450.132,85)
Imóvel: R$ 750.000,00 (R$750.000,00)
Bitcoin: R$ 54.305,66 (R$45.590,88)
CDB & Poupança: R$ 20.669,01 (R$ 18.506,52)
Conta Corrente: R$ 8.105,58 (R$ 9.748,72)
Dívida no Cartão: -R$ 2.264,14 (-R$ 1.098,93)

TOTAL: R$4.100.083,83 / USD$1.075.262,60 (R$4.050.639,98/ $1.052.168,94)





RENDA PASSIVA vs GASTOS

   Antes de falar da renda passiva do mês corrente vou comentar um pouco como foi a renda média desses primeiros 6 meses de independência financeira, graças ao mês de março onde recebi dividendos não recorrentes do Banco Itaú e da companhia de energia TAESA a média final foi puxada para cima e ficou em R$ 18.953,16. Dinheiro suficiente para levar a vida e ainda reinvestir uma parte para compensar a inflação.

   Já a renda desse mês foi reforçada pelo pagamento trimestral de dividendos provenientes dos meus investimentos no exterior, basicamente os três ETFs que mantenho no mercado americano pagaram dividendos e por isso a renda veio sensivelmente superior ao mês passado fechando em R$17.879,89.



   Atendendo a pedidos vou falar mais detalhadamente de como andam os meus gastos, esse mês gastei praticamente só metade da renda passiva mas ainda sim considero que o valor é um pouco elevado pelo simples fato de que eu não fiz nada de especial ou extravagante. A verdade é que pequenas coisas já vem se acumulando como se fossem “parcelas de boletos”, conforme descrevi no post “Disfarçando meus gastos” apesar de pagar tudo à vista eu acabo contabilizando alguns gastos de forma parcelada ou então no mês em que será efetivamente utilizado (como é o caso de passagens aéreas), dessa forma eu já começo o mês com um saldo negativo.

   Além disso como os planos de morar em Bali “foram para o vinagre” vivo um momento de transição onde o simples fato de trazer a Srta.IF para o Brasil já irá me custar uma grana considerável com serviço de despachante, taxas, tradução juramentada, cartório, etc… tudo isso custa mais caro do que você imagina! E olha que eu nem falei ainda de passagem aérea para vir ao Brasil. Dessa forma está bem difícil determinar qual é o meu real custo de vida no momento, mas por outro lado estou economizando bastante vivendo de graça na casa vazia dos meus pais, ao invés de tirar o inquilino que está alugando a minha casa e ir morar lá eu decidi abrir mão de um certo conforto e simplesmente fazer o que escrevi no post “como morar de graça”, na época do artigo eu nem podia imaginar que um dia estaria vivendo exatamente como sugeri aos leitores a fazerem. Moradia sempre será um dos maiores gastos de qualquer pessoa, conseguir reduzi-lo ao máximo é sempre uma grande vitória. Quando digo que estou morando de graça não quer dizer que eu não gaste nada com moradia, na verdade arco com as contas de água, luz, internet, faxineira e alguns reparos na casa (é impressionante como as coisas simplesmente quebram por falta de uso!). Tudo isso me custou esse mês R$800, ainda sim muito mais barato do que pagar aluguel de um lugar para ficar ou então tirar o inquilino para ir morar na minha própria casa abrindo mão dos R$2500 que recebo mensalmente em forma de aluguel. O total de gastos de mês foi de R$ 7.198,36.


   Ao contrário do que costumo fazer, irei listar todos os gastos do mês em ordem de grandeza:


Mesada Srta.IF (10% da renda passiva): R$1.560,00
Vistos (Custo com documentação de Srta.IF): R$ 1.007,80
Supermercado: R$ 1.070,37
Saúde: R$ 944,00
Moradia: R$ 800,77
Restaurantes: R$ 468,28
Entretenimento: R$ 413,00
Café (comprei uma caixa de capsulas Nespresso): R$ 335,60
Transporte: R$ 331,39
Presentes: R$ 86,51
Site Sr.IF365: R$ 67,64

TOTAL do mês: R$ 7.198,36


   O saldo final entre gastos a renda do mês anterior e os gastos do mês corrente ficou positivo em R$8.406,83, dinheiro esse que depois de descontado o revestimento obrigatório vai parar no Fundo Tio Partinhas.



 



  FUNDO TIO PATINHAS

   Como só gastei praticamente metade da renda passiva do mês anterior sobrou uma fatia gorda que após descontado o reinvestimento do mês foi parar direto no fundo Tio Patinhas, esse dinheiro ficará em um investimento de alta liquidez para ser usando no futuro. A conta é simples Renda passiva do mês anterior (R$15.605,19) - gastos do mês corrente (R$ 7.198,36) - reinvestimento requerido (R$ 719,15) = valor a ser colocado no Fundo Tio Patinhas (R$7.687,68). Com isso o funda atinge R$23.257,17.

   Lembrando que recentemente eu alterei a fórmula utilizada para calcular o reinvestimento requerido para vencer a inflação, passei a utilizar o dobro do valor do IPCA acumulado dos últimos 12 meses.





  INVESTIMENTOS DO MÊS

  Conforme relatei no post “Diminuindo minha posição junto ao setor bancário” estou realocando parte dos recursos das ações ITUB4 para TRPL4 com o intuito de balancear minha posição nesses dois setores, vou fazer isso de forma que sempre fique abaixo do limite de 20 mil reais para evitar recolhimento de impostos. Alem disso investi dinheiro novo em FIIs e reinvesti os dividendos obtidos no exterior no próprio ETF de títulos públicos americanos aguardando essa crise mundial que tanto falam por aí!

INVESTIMENTOS REALIZADOS

FIIs
VILG11= R$ 2.928,66

Investimentos No Exterior
VGSH= R$ 1.191,95

Ações
ITUB4=(-)R$18.810,00
TRPL4= R$ 18.130,00


  SAÚDE

   Minha perda de peso continua estagnada e vou parar de dizer que atingi um platô, isso porque platô passa a ideia de que continuo me esforçando e por algum motivo não estou obtendo resultados, a verdade é que atingi um equilíbrio. Ando me descuidando da alimentação mas sendo rigoroso na rotina de exercícios, dessa forma não engordo mas também não perco peso.

Acabei o mês pesando 80,3kg contra 80,3kg do mês passado.





  VIDA PESSOAL

   Esse é o ultimo post antes da vinda da Srta.IF para o Brasil, felizmente depois de 1 mês e meio conseguimos desenrolar a documentação por lá e ela deve chegar ao país na primeira semana de agosto quando começaremos a peregrinação para regularizar a estadia dela no país.

   Foi um mês bastante produtivo para o blog e graças ao meu tempo livre deu para escrever bastante e ainda criar o podcast, vamos ver se consigo manter um ritmo parecido mesmo com a correria que me espera agora em agosto.



Sr.IF

Comentários