Todo mundo já foi Independente Financeiramente um dia...

   E se eu disser que não só você como também o seu chefe, o seu vizinho e até mesmo aquele amigo gastador já foi um dia independente financeiramente? Isso mesmo, todo mundo com certeza já foi IF um dia! A não ser que você conheça um bebê que nasceu em um domingo e já na segunda-feira foi obrigado a bater cartão no emprego para literalmente bancar o “leitinho das crianças”, então eu posso afirmar que todo mundo não só foi IF um dia como provavelmente permaneceu assim por uma boa parte da sua existência. Quando criança (e alguns mesmo quando adulto, não vou entrar no mérito dessa questão) praticamente não temos despesas pessoais alguma e ainda por cima contamos com uma “renda passiva” proveniente dos nossos pais, em outras palavras somos independentes financeiramente. Porém conforme crescemos gradativamente nos tornamos dependentes financeiramente, e o mais irônico é que normalmente isso acontece justamente quando começamos a ganhar nosso próprio dinheiro… ou seja, enquanto não temos um centavo no bolso somos IF e ao passarmos a ter dinheiro perdemos nossa independência já que agora é hora de arcar com as próprias despesas da vida.





   A essa altura você já deve estar se perguntando onde é que eu quero chegar com toda essa “viagem na maionese”, pois bem o objetivo dessa reflexão é justamente a gente perceber como apesar de focarmos quase que exclusivamente no acumulo de riqueza nosso custo de vida é tão importante quanto na busca pela independência financeira, e isso é exatamente o que é descrito em um dos artigos mais importantes já escritos sobre independência financeira e aposentadoria antecipada (FIRE) chamado "The Shockingly Simple Math Behind Early Retirement” ou em bom português “A Chocante Simplicidade da Matemática Que Envolve A Aposentadoria Antecipada (e consequentemente independência financeira), o autor desse artigo é ninguém menos que o guru do movimento FIRE, Mr. Money Mustache.


   Nesse artigo eles descreve basicamente como a relação entre o padrão de vida adotado (em outras palavras o custo de vida) e a porcentagem de quanto o indivíduo consegue guardar da sua renda mensal reflete no tempo que levará para conquistar a independência financeira, baseando-se na chocante simplicidade da matemática que envolve a aposentadoria antecipada, esse tempo varia desde o infinito caso a pessoa não consiga guardar um único centavo por mês até uma aposentadoria imediata caso alguém não precise de dinheiro para viver como no caso de um bebê recém-nascido. Entre esses dois extremos temos infinitas possibilidades da relação custo de vida versus o quanto conseguimos guardar por mês, considerando alguns parâmetros que talvez não sejam exatamente aplicáveis à realidade econômica brasileira o Mr. Money Mustache criou uma pequena tabela onde é possível estimar quanto tempo uma pessoa começando do zero levaria para conquistar a IF com base nessas duas variáveis:





   Na primeira coluna temos a porcentagem correspondente ao custo de vida versos renda mensal, então por exemplo se você consegue viver com metade dos seus rendimentos e investe a outra metade temos uma taxa de poupança de 50% o que corresponde a 17 anos para conquistar a independência financeira conforme demonstrado na segunda coluna. Pode parecer muito tempo porém a coisa começa a ficar interessante ao notarmos que o resultado dessa equação é exponencial conforme aumentamos a taxa de poupança seja reduzindo o padrão de vida ou aumentando os rendimentos. Digamos que uma pessoa ganhe um salário de 10 mil reais e consiga viver com 3 mil, a taxa de poupança nesse caso é de 70% e segundo a tabela levaria apenas 8 anos e meio para conquistar a independência financeira! Pode parecer absurdo vier com apenas 3 mil reais quando se ganha 10 mil, mas não seria difícil imaginar um jovem solteiro e bem empregado fazendo esse tipo de esforço por "apenas" 8 anos para conquistar a IF. Concordo que são números apertados sim e como já disse algumas vezes infelizmente a IF não é algo realmente democrático, além de disciplina e flexibilidade ainda exige que a pessoa consiga obter uma boa renda proveniente do trabalho.
Apesar de eu não ter começado do zero como a tabela prevê, ainda sim estimo que enquanto morei no exterior minha taxa de poupança girava em torno de 85% o que corresponde à 4 anos para conquistar a IF, e confesso que o número ficou muito próximo do tempo que passei lá fora.

   Porém mesmo que você não esteja convencido de que independência financeira e aposentadoria antecipada seja a sua praia não custa notar como a relação entre o custo de vida e a renda mensal pode influenciar mesmo em uma aposentadoria convencional, uma simples mudança de 5% na taxa de poupança permitiria essa mesma pessoa aposentar até 8 anos mais cedo, isso seria facilmente conseguido com o cancelamento da sua assinatura de TV a cabo por exemplo… será que assistir ao Brasileirão vale 8 anos da sua vida? Isso só você pode responder…


   O autor do artigo utiliza alguns parâmetros que não necessariamente refletem o que vivenciamos na economia brasileira, mas no geral não são tão distantes da nossa realidade:
Obter um rendimento dos investimentos de 5% acima da inflação.
Adotar a taxa segura de retirada de 4%.
Nunca sacar nada do principal e apenas viver dos rendimentos.


   Esse artigo que já virou um clássico da comunidade FIRE vem mais uma vez comprovar que conquistar a IF é simples mas não é fácil, você pode ler ele por completo no próprio site o Mr. Money Mustache clicando AQUI.


Sr.IF

Comentários