A‌i‌r‌bn‌b‌‌, a empresa que eu mais admiro como cliente…

   Preciso parar para fazer as contas mas acredito que desde que deixei meu emprego para viver a independência financeira eu passei mais tempo morando em um Airbnb do que na minha própria casa (estou chamando a casa vazia dos meus pais de minha para efeito de comparação), foram quase 3 meses pulando de Airbnb em Airbnb durante minha viagem para a Austrália, depois mais 2 longos meses em um Airbnb em Bali e agora como não poderia deixar de ser optei por ficar em um Airbnb durante toda a minha viagem pelo deserto do Atacama no Chile. Resumindo, se o Airbnb oferecesse programa de fidelidade eu estaria bem na foto!rs







   Cheguei à conclusão que reservar um Airbnb é uma arte que se aprende com o tempo, bati muito a cabeça no começo por basear minhas pesquisas simplesmente por preço. Eu meio que olhava as fotos e se o preço me agradasse já efetuava a reserva sem ao menos dar uma passadinha pelos comentários ou mesmo pela descrição do lugar. Obviamente aprendi na marra que estava fazendo a coisa de maneira completamente errada, perdi a conta das vezes que nos decepcionamos ao abrir a porta de um novo Airbnb. Porém mesmo que meio que já dominando a arte de achar lugares com bom custo benefício, ainda sim confesso que eu ainda me prendo muito ao preço da diária sempre utilizando a velha desculpa de que “iremos passar o dia fora e precisamos só de um lugar para dormir”, essa desculpa me custou dois meses miseráveis em Bali onde moramos em uma espelunca que até parecia simpática nas fotos mas que não passava de um quartinho com banheiro.


   Finalmente aprendi que deveria terceirizar a atividade de reservar Airbnbs para a Sra.IF, ela aparentemente tem olhos muito melhores que os meus para descobrir se o lugar é realmente bom ou apenas uma “furada” mascarada por belas fotos e comentários generosos dos hóspedes anteriores. E esses são dois problemas que não conseguimos resolver ainda, com relação as fotos já aconteceu de o lugar ser muito melhor que as fotos (me forçando inclusive sugerir ao proprietário que renove as imagens no site pois ele provavelmente estava perdendo clientes por conta delas), mas infelizmente o mais comum é que o lugar seja pior ou mesmo muito pior que o anunciado no site. Quem já usou Tinder sabe muito bem do que estou falando!rs O segundo problema é a dificuldade que as pessoas tem em escreverem um review realmente útil e verdadeiro da sua estadia. Eu mesmo às vezes me pego com pena de postar críticas que possam prejudicar futuras locações, na verdade só quando eu saio muito puto com o lugar é que acabo deixando minhas impressões de forma detalhada. Esses dois fatores combinados podem gerar experiências desastrosas e até acabar com aquela sonhada viagem de férias dependendo de quão ruim for o lugar.


   E é aí que entra a minha admiração pela empresa Airbnb Inc, posso dizer que já tive problemas nas duas “pontas da equação” onde por erro meu destruímos nosso orçamento de viagem ao reservar sem querer diversos Airbnbs para a mesma data conforme escrevi no post “Meu gato de 2 mil dólares...”, e também mais recentemente fomos sacaneados pelo locador do lugar em que escrevo esse post na cidade de São Pedro do Atacama. Depois de mais uma vez cuidadosamente efetuarmos a reserva com base na análise minuciosa das fotos e dos comentários, chegamos ao lugar onde fomos bem recebidos e logo de cara o responsável pelo local me disse que a casa não estava pronta e que levaria mais uma hora para que terminassem, eu na minha inocência imaginei que os hospedes anteriores tinham acabado de deixar o local e por isso teriam que terminar a arrumação e limpeza antes de nos deixar entrar… até aí sem problemas, mesmo eu tendo chegado após o horário do checkin não me incomodaria dar um rolê na cidade para que eles pudessem deixar o local arrumadinho e limpinho como exige o Airbnb (principalmente por que se é cobrada uma taxa de limpeza). Porém não demorou muito para perceber que a expressão “a casa não está pronta” era no sentido literal, ao nos aproximarmos do local eu presenciei um pedreiro fixando a porta na alvenaria, outro no telhando colocando as telhas, um eletricista passando a fiação, outro furando as paredes para colocar cortinas, etc… ou seja o locador decidiu reformar o local e não conseguiu terminar a obra dentro do prazo, o pior é que ao invés de nos ter avisado ou mesmo oferecido o cancelamento ele “ficou pianinho” e tocou o foda-se. Ahhhh meu caro leitor, na mesma tarde ao invés de ir fazer um passeio eu entrei em contado com o Airbnb puto da vida… me senti completamente enganado.



Maravilhoso Airbnb em que escrevo esse post...



   Passamos a noite no local e já na manhã seguinte um representando do Airbnb entrou em contado solicitando fotos e vídeos do local, depois de pedirem mil desculpas me ofereceram a possibilidade de um reembolso total ou então permanecer no local e receber um reembolso de 50% do valor da estadia (300 dólares). Ficamos com a segunda opção pois não queríamos gastar mais tempo procurando outro lugar para ficar e faremos bom uso dessa grana inesperada.


  Em ambos os casos acima a empresa foi um exemplo de como lidar com o cliente, não só resolveram o problema como também ofereceram uma compensação pelo transtorno. Tenho ainda um terceiro caso onde um locador cancelou nossa reserva de última hora e o Airbnb mais uma vez nos deu uma compensação em dinheiro para achar um novo lugar. Tem como não admirar uma empresa dessas? Poderiam muito bem simplesmente dizer que eu deveria resolver meu problema diretamente com o proprietário ou então no caso do “Meu gato de 2 mil dólares...” aplicarem a regra prevista em contrato para cancelamento e me deixar no prejuízo, mas ao invés disso eles sabem que um cliente satisfeito irá voltar a fazer negócio com eles (às vezes até escreverem um post em um blog de finanças) e que 300 dólares não são nada comparado com o quanto eu ainda gastarei no futuro com eles.


   Talvez aqueles leitores que morem no exterior não fiquem tão impressionados com o atendimento que o Airbnb oferece, afinal em um país de primeiro mundo não tem nada mais corriqueiro que receber o reembolso ou mesmo compensação por qualquer dificuldade com um produto ou serviço. Já para nós brasileiros, conseguir qualquer tipo de reembolso é sempre uma via crucis. Na verdade não é preciso nem ir muito longe, experimente fazer sua reservar através de sites como hotel.com, Trivago, etc… o suporte deles é horrível e sempre sem a menor boa vontade para resolver as coisas mais simples. O Airbnb além de ser uma ideia genial consegue de alguma forma tratar cada cliente de forma individualizada e personalizada com o único objetivo de nos fidelizar a longo prazo, é um verdadeiro pedacinho do primeiro mundo ao meu alcance e por isso tornou-se rapidamente a empresa que eu mais admiro enquanto cliente.


   Sr.IF

Comentários