Dezembro/2019: R$4.527.213,16 (+5,46%) | Renda Passiva R$18.646,72 | FIRE: mês 11

Patrimônio: R$4.527.213,16 (US$1.126.312,52)
Renda Passiva: R$18.646,72
Gastos: R$ 8.628,07
Rendimentos do Mês Anterior vs Gastos: (+) R$8.662,67
Dívidas: (-) R$ 4.290,13
Fundo Tio Patinhas: (+) R$42.397,44

   Antes de iniciar esse último fechamento mensal de 2019 quero retificar meu post do dia 3 de dezembro chamado “Nunca na história desse país o Sr.IF ganhou tanto dinheiro... será mesmo?”, isso porque quando decidi escreve-lo eu nunca poderia imaginar um crescimento patrimonial tão grande como o que aconteceu esse mês e muito menos que o dólar recuaria de forma expressiva com os analistas prevendo que fecharia o ano bem acima de R$4,20. Por conta desse "gás na reta final" do mercado, 2019 foi realmente o ano em que o patrimônio mais cresceu apesar de eu não ter trabalhado um dia se quer! Falarei mais sobre isso no fechamento anual e por enquanto deixo apenas um pequeno spoiler do que virá.

   Voltando ao fechamento mensal, dezembro foi mais um alinhamento dos planetas e fechou o ano com chave de ouro do ponto de vista financeiro.



   PATRIMÔNIO vs INFLAÇÃO e DÓLAR

   Mais um mês onde tudo subiu, o grande destaquei foi o valor das cotas dos FIIs que finalmente reagiram a queda dos juros e dispararam de preço, as ações tiveram alta também mas devido a minha alta exposição ao setor bancário e de energia não colhi os mesmos rendimentos dos que investiram em setores mais voláteis. Mesmo assim foi a maior alta patrimonial do ano crescendo impressionantes 5,46% ou o equivalente a R$234.378,12 em um único mês! Sendo assim fechei dezembro com um patrimônio total de R$4.527.213,16.


   Já a inflação que não está morta acelerou um pouco em comparação aos últimos meses e inflou o IPCA, mesmo assim a alta absurda dos ativos continua deixando o índice de inflação comendo poeira. A cada mês que passa minha vantagem só aumenta me deixando confortável e confiante para enfrentar uma possível crise financeira no futuro, a diferença entre meu patrimônio atual e o patrimônio teórico corrigido pelo IPCA desde que parei de trabalhar atingiu R$430.590,64. Continuando assim tenho certeza de que já no começo de 2020 chegarei com pelo menos meio milhão de reais a frente da inflação, até o momento todas aquelas conversas e discussões a respeito de que os FIIs não compensam a inflação ou que o IPCA divulgado pelo governo é fajuto perderam complemente o sentido frente aos ganhos desse ano.





   A alta do mercado brasileiro juntamente com o recuo da moeda americana me permitiram atingir um novo record patrimonial em dólar batendo a antiga marca de julho/2019 quando tinha atingido US$1.075.262,60, agora em dezembro meu patrimônio convertido para dólares fechou em US$1.126.312,52. Por conta disso mais uma vez eu retifico o post “Nunca na história desse país o Sr.IF ganhou tanto dinheiro... será mesmo?” uma vez que agora o ganho real em dólares foi de US$110.497,32. Como podem ver no gráfico abaixo a nossa moeda frente ao dólar parece uma montanha russa onde mesmo com o mercado brasileiro subindo como um foguete ainda sim em dólares sempre sofri e sofrerei com altas e baixas enquanto não aumentar minha exposição em moeda forte, coisa que venho fazendo lentamente mas que pretendo dar uma turbinada no futuro. Outro fato curioso é que o patrimônio quebrou finalmente a barreira de um milhão de euros terminando o ano valendo €1.005.318,42.







   ATIVOS E PASSIVOS

   Continuo com a mesma carteira de sempre porém aproveitei o alívio no câmbio para transferir uns dólares para o exterior, de resto foi só alegria com praticamente todos os ativos atingindo suas máximas desde que comecei a viver de renda… as únicas excessões foram Bitcoin (que anda se arrastando de lado já faz um bom tempo) e os títulos públicos que atingiram sua máxima em outubro de 2019 e depois disso não voltaram a subir de forma expressiva.


   O passivo do cartão de crédito até que ficou bem controlado sobrevivendo ao massacre de natal, a família em geral anda bem apertada de grana e decidimos que não faríamos extravagâncias comprando presentes caros para ninguém.

   Abaixo o valor da minha carteira dividida por classe de ativos, para efeito de comparação o valo do mês anterior é apresentado entre parênteses:

Ações: R$327.415,10 (R$301.541,67)
FIIs:  R$2.384.394,94 (R$2.165.441,16)
Tesouro IPCA2050: R$498.459,37 (R$486.348,88)
Investimentos no Exterior: R$507.407,81 (R$518.202,80)
Imóvel: R$ 750.000,00 (R$750.000,00)
Bitcoin: R$29.117,56 (R$33.050,45)
CDB & Poupança: R$ 26.623,88 (R$ 28.695,19)
Conta Corrente: R$ 8.086,37 (R$ 15.301,26)
Dívida no Cartão: -R$ 4.290,13 (-R$ 5.746,37 )

   TOTAL: R$4.527.213,16 / US$1.126.312,52 (R$4.292.835,04 / US$1.015.815,20)





   RENDA PASSIVA vs GASTOS

   Excelente renda passiva recebida no mês de dezembro puxando mais uma vez a média anual para cima, cada ativo fez bem a sua parte e a renda líquida total ficou em R$18.646,72 composta por:

Cupons Tesouro IPCA2050: R$1.367,87
Dividendos Ações: R$2.327,60
FIIs: R$10.940,90
Aluguel da casa: R$2.620,00
Dividendos no exterior: R$1.390,35

   TOTAL: R$18.646,72





   Os gastos em geral ficaram bem controlados para a época do ano e a vinda dos meus pais ao Brasil também ajudou bastante já que passamos a dividir alguns itens como alimentação e energia elétrica mesmo eles fazendo questão de pagar por tudo enquanto estiverem no país, mas a verdade é que já me sinto desconfortável por estar morando aqui de graça então faço questão absoluta de bancar tudo que for possível.

   Todo mês aparece alguma coisa que pesa no orçamento básico, obviamente em dezembro o gasto fora do comum ficou por conta dos presentes de natal.

   No total em dezembro gastei R$ 8.628,07 sendo que os 3 maiores gastos foram:

Mesada Srta.IF (10% da renda passiva): R$1.729,00
Presentes: R$1.214,89
Compras de supermercado: R$ 1.063,04

   No mês anterior a renda passiva foi de R$17.290,74 e os gastos desse mês ficaram em R$ 8.628,07 finalizando dezembro com um salto positivo de R$8.662,67 (que após descontado o reinvestimento obrigatório mensal irá para o Fundo Tio Patinhas).






   Esse mês trago a novidade que prometi no post “Meu custo de vida básico…” onde expliquei que passarei a divulgar meu custo básico de vida considerando 4 parâmetros pré-estabelecidos (alimentação, moradia, saúde e transporte). No post eu também expliquei que dividi meu ano em períodos distintos e aqui nos fechamentos mensais me limitarei a comparar apesar os números da fase que estiver vivendo, ou seja enquanto eu estiver morando no Brasil postarei o custo de vida por aqui, quem quiser ver como ficou o custo de vida dos períodos que vivi na Austrália ou em Bali pode encontrar tudo no post que mencionei acima.


   Custo básico de vida:

Alimentação:R$ 1.434,77
Moradia: R$ 817,99
Saúde: R$ 796,96
Transporte: R$ 794,35

   Total: R$ 3.844,07





   FUNDO TIO PATINHAS

   O Fundo Tio Patinhas atinge um novo valor record de R$42.397,44. Ainda não faço ideia de onde usaremos esse dinheiro já que tudo no momento está dependendo do nosso visto de residência para Portugal, acredito que uma vez que nos mudemos para lá não irão faltar despesas naturais do processo de mudança de país e por isso prefiro guardar essa grana ao invés de simplesmente sair feito doido gastando em viagens dentro do Brasil.

   O cálculo do que será colocado no fundo Tio Patinhas é: Renda passiva do mês anterior (R$17.290,74) - gastos do mês corrente (R$ 8.628,07) - reinvestimento requerido para compensar a inflação (R$ 888,20) = valor a ser depositado no Fundo Tio Patinhas (R$7.774,47). Com isso o fundo acumula R$42.397,44.







   INVESTIMENTOS DO MÊS

   Para quem não sabe minha estratégia de investimentos consiste em simplesmente manter as porcentagens predeterminas para cada tipo de ativo, em outras palavras meu patrimônio ideal é dividido da seguinte forma: 10% ações, 62% FIIs, 13% Tesouro IPCA2050 e 15% investimentos no exterior. Com esses parâmetros inseridos na planilha tudo que faço é comprar todos os meses aquele investimento que estiver mais longe do objetivo traçado, lembrando que eu não vendo nada para fazer rebalanceamento e por isso tento manter o equilíbrio do portfólio apenas através de novos aportes. A única exceção é que por uma questão de praticidade os dividendos obtidos no exterior são investidos por lá mesmo, de resto eu apenas identifico qual ativo ficou para trás e coloco uma graninha nele. Esse mês quem ficou finalmente para trás foram minhas ações e por isso o reinvestimento obrigatório de parte da renda passiva foi parar na TRPL4, até então a planilha vinha insistentemente mandando investir em FIIs mas com a alta absurda dos fundos imobiliários chegou a vez das ações.


   Os mais atentos já notaram que sempre acabo reinvestindo muito mais do que a regra de reinvestimentos determina, por exemplo o reinvestimento obrigatório em dezembro para compensar a inflação segunda a regra que criei pedia apenas R$ 888,20 porém investi R$ 3.506,41… apesar disso o excedente é automaticamente considerando como Fundo Tio Patinhas dentro da planilha.


   INVESTIMENTOS REALIZADOS

   Investimentos No Exterior
VGSH= R$ 1.253,41

   Ações
TRPL4= R$ 2.253,00

   TOTAL: R$ 3.506,41



   SAÚDE

   Está cada vez mais difícil manter meu peso e infelizmente todo sacrifício que fiz para perder quase 9kg está sendo jogado no lixo, vou colocar a culpa na alimentação já que continuo regrado nas minhas caminhadas… não tem mágica ou eu acelero o ritmo dos exercícios ou fecho a boca, fechei o mês pesando 83,6kg contra 83,1kg do mês passado.





   VIDA PESSOAL

   Dezembro foi um mar de tranquilidade apesar da agitação normal de final de ano, continuo morando de favor na casa dos meus pais e agora com eles dentro… não está sendo fácil e nem confortável, mas como é uma situação temporária da para ir levando, na verdade estou impressionado com a paciência da Sra.IF considerando que até eu me incomodo com a nossa precariedade.

   O processo de migração para Portugal está engatinhando e praticamente já tenho todos os documentos necessários faltando apenas a bendita declaração de IR, sem isso não posso dar entrada junto ao consulado e a entrega da declaração começa são em março. Vou tentar me desligar um pouco das finanças e curtir o final de ano com a família, 2020 promete ser mais um ano agitado e espero que tão positivo como foi esse.

   Um feliz ano novo para todos vocês e até 2020!


   Sr.IF

Comentários