O conto de fadas da independência financeira às avessas




 Para muita gente a idéia de conquistar a independência financeira não passa de um conto de fadas, isso ficou muito claro nos comentários da reportagem sobre FIRE (Independência Financeira e Aposentadoria Antecipada) publicada recentemente pelo UOL. Conforme eu disse no post sobre o assunto é difícil julgar esses indivíduos uma vez que do ponto de vista da realidade deles o conceito de poder viver sem depender do trabalho pode realmente parecer um conto de fadas, e é justamente por não conseguir vivenciar a realidade do que irei falar hoje vou evitar tecer críticas sobre o assunto para simplesmente contemplar o fato curioso que se desenrolou nas últimas semanas e que foi amplamente divulgado na mídia. Estou me referindo ao conto de fadas ás avessas que envolveu o príncipe Harry e sua esposa que decidiram abdicar de uma independência financeira patrocinada pela família real para viverem uma vida normal de trabalho, ou seja simplesmente trilharam o caminho inverso que todos nós aqui estamos percorrendo. Eles partiram do nosso objetivo que é o de ser independente das amarras do sistema, com o intuito de um dia poderem ser pessoas “comuns”. 



"Me disseram que dá pra gente viver com uma taxa segura de retirada de 4%"



   Assim como aconteceu nos comentários da reportagem do UOL sobre FIRE a decisão do casal chega a ser ofensiva para nós que nos sacrificamos tanto para um dia podermos ser livres, mais uma vez entra em cena a dificuldade que temos de nos colocar na realidade alheia. Antes de continuar quero deixar brevemente a minha opinião sobre a decisão tomada pelo casal, se essa ideia partiu exclusivamente do príncipe e não foi tomada simplesmente para satisfazer um desejo da duquesa eu não vejo nada de errado nisso. Agora se ele fez isso por conta dos atritos entre a esposa e a família real foi sim a maior cagada do mundo, quem já possui uma certa experiência na vida sabe muito bem como funciona a dinâmica entre casais e cabe ao homem não deixar se desviar dos seus objetivos de vida por conta das turbulências causadas pelo sexo oposto. Para que um relacionamento entre um homem e uma mulher flua de maneira natural cada parte deve assumir suas responsabilidades e NORMALMENTE cabe ao homem levar consigo a família em direção aos seus objetivos. Justamente por isso é importantíssimo escolher bem sua companheira de jornada, alguém que compartilhe os mesmos sonhos e objetivos… mas nem isso é garantia de que ao longo do caminho suas convicções não serão constantemente testadas pela mulher cabendo a ele permanecer firme como uma rocha, passando assim a tranquilidade e segurança que a sua esposa precisa para desempenhar bem as suas próprias responsabilidades na relação. Então se infelizmente nosso heróico príncipe se deixou abalar por um simples teste de bravura imposto pela princesa essa história tem tudo para terminar mal, ao ceder as pressões de afastar-se de suas convicções ele demonstrou uma falta de firmeza e deixou sua amada insegura, inevitavelmente esse sentimento irá se tornar ressentimento por parte dela pelo simples fato de que ele não sabe ser a rocha e o porto seguro da relação. Mas como disse antes,  se a decisão veio por que os objetivos de vida do príncipe não se alinham com sua posição na vida real, então não tem nada de errado em sua atitude e não passa de mais um homem seguindo seu caminho de forma inabalável. Parabéns pela bravura e ele que aguente agora a mulher reclamando da vida de plebeu!rs


   Seja como for não deixa de ser curioso como alguém que nasceu literalmente independente financeiramente queira se tornar dependente financeiramente, não vamos ser inocentes a ponto de achar que levarão uma vida normal de “pagador de boletos” e com certeza antes de tomar tal decisão eles já se garantiram financeiramente e dificilmente veremos o príncipe Harry anotando todos os seus gastos e calculando taxa segura de retirada. Mesmo assim fica a lição de como a liberdade financeira se parece completamente diferente para cada ser humano na face da terra, imagino que mesmo com todo dinheiro do mundo não deve ter sido fácil ser criado em um ambiente como o da família real britânica. Como disse apenas de pensar no ocorrido e em tudo que ele abriu mão (seja lá por qual motivo) gera sim inevitavelmente uma indignação em todos nós, é um verdadeiro conto de fadas da independência financeira às avessas e só mesmo estando no lugar dele para poder entender melhor o que o levou a isso. 



Sr.IF

Comentários