Quando o assunto é dinheiro o Sr.IF pensa pequeno…

A frase no título desse post pode parecer absurda quando vinda de alguém que conquistou a independência financeira, afinal ter a liberdade de poder trabalhar se e quando quiser automaticamente nos remete até alguém que um dia pensou grande e colocou seus sonhos em prática. Porém mesmo senho um sonhador compulsivo ainda sim confesso que quando o assunto é dinheiro eu sempre pensei pequeno e pelo visto continuo com essa mentalidade que poderia ser chamada de medíocre por muitos.



Infelizmente nunca fui do tipo de pessoa que fez algo pensando no resultado financeiro, mesmo durante toda a minha carreira não consigo lembrar de uma única decisão tomada em função da possibilidade de ganhar mais dinheiro. A verdade é que todas as vezes que decidi mudar de emprego ou me esforçar para obter uma promoção a única coisa que eu tinha em mente era crescer profissionalmente, trabalhar para uma empresa maior, voar uma aeronave mais moderna, ganhar experiência em rotas intercontinentais, chegar a posição de comandante, etc… obviamente a cada degrau escalado era de se esperar algum tipo de compensação financeira, mas em momento algum no meio da “adrenalina” que envolvia essas decisões profissionais eu conseguia pensar em dinheiro. Parando para refletir um pouco chego a conclusão que o que realmente me impulsionava para cima era a busca por qualidade de vida, em outras palavras apesar de normalmente pilotos ganharem quase a mesma coisa voando equipamentos maiores a qualidade de vida costuma aumentar muito em função da escala de trabalho nesse tipo de aeronave. Não consigo lembrar de uma única vez que dinheiro pesou em qualquer decisão, para se ter uma ideia mesmo quando optei por ir trabalhar fora do Brasil por incrível que pareça eu não sabia qual seria o salário até chegar lá!rs Naquela época eu só conseguia pensar como trabalhar para uma empresa que crescia de forma exponencial iria turbinar minha carreira e me permitir atingir uma qualidade de vida que só poderia se tornar realidade no Brasil quando eu estivesse próximos dos meus 60 anos de idade.


Mesmo fora do campo profissional absolutamente tudo que eu verdadeiramente me empolgo em fazer nunca tem como pano de fundo resultados financeiros, tomo como exemplo esse blog que após dois anos e quase 210 mil visualizações nunca me rendeu um centavo (na verdade custa uns 400 reais por ano para manter) e isso não me incomoda nem um pouco. Na verdade oque incomoda é o fato de eu pensar pequeno! Quem é que se dá ao trabalho de dedicar infinitas horas escrevendo e criando conteúdo para nunca ao menos tentar tirar algum dinheiro disso tudo? Alguns irão dizer que trata-se de preguiça, outros de burrice e alguns até dirão que sou bonzinho… mas a verdade é que quando o assunto é dinheiro eu sempre pensei pequeno. Enquanto o blog estiver me dando prazer e me gratificando com boas tardes chuvosas escrevendo na frente do computador, eu simplesmente não consigo pensar em ganhar dinheiro com isso.


Mas todo esse blá, blá, blá tem como objetivo trazer a tona uma grande frustração que passou a martelar a minha cabeça ultimamente, enquanto que pensar pequeno com relação ao blog não faz tanta diferença na minha vida financeira já que acredito que se tentasse monetiza-lo ganharia centavos todos os meses (pensando pequeno de novo!), o fato de eu pensar pequeno ao gerir meu patrimônio provavelmente me custará milhões! Quem lê o blog a algum tempo já notou que o meu grande objetivo é simplesmente vencer a inflação e manter o poder de compra pelo resto da minha vida, e a primeira vista pode parecer sim um plano grandioso. Porém olhando mais de perto imaginar alguém com todo esse dinheiro se contentando com um crescimento pífio sendo que esses 4 milhões poderiam ser multiplicados várias vezes se bem investidos, começa a soar como pensar pequeno. E a tal frase que diz “dinheiro atrai dinheiro”? Ou então “o primeiro milhão é o mais difícil, já o segundo é inevitável”? Imagino que para muitos verem tamanho potencial desperdiçado em investimentos medíocres como os meus seja de partir o coração, não sei se esse pensar pequeno foi enrustido no meu DNA por conta da minha longa história como empregado ou se simplesmente sou limitado para essas coisas, só sei que ao completar um ano de independência financeira e aposentadoria antecipada ainda espero a tal ideia genial que irá remunerar todo esse tempo livre e liberdade que tenho hoje. Cansei de ler que quem conquista a independência financeira e aposenta cedo inviavelmente se dedica de tal forma ao que gosta que acaba por ganhar mais dinheiro do que quando trabalhava. Pelo visto quando o assunto é dinheiro o Sr.IF pensa pequeno mesmo, com todo tempo do mundo e uma boa quantia no banco tudo que consigo fazer é pensar em coisas que irão gerar gastos e não renda.

Mas e você, como pensaria grande e usaria esse tempo livre para multiplicar esses milhões sem por em risco a independência financeira?


Sr.IF

Comentários

  1. Fala SrIF!!
    Estava pensando em alguns pontos aqui que tornam complexas as possíveis atitudes.

    Como você mesmo diz "você já ganhou o jogo" bobagem se aventurar em algo que possa comprometer seu patrimônio e sua aposentadoria antecipada;
    O que vou falar agora pode ser pensar pequeno também kk mas, o que acha da ideia de limitar o fundo Tio Patinhas em um valor X e as sobras mensais ir aportando nas empresas das dividends aristocrats? Você estaria exposto ao dólar, gerando dividendos e com potencial aumento de patrimônio através da valorização dos papéis. Como disse seria pensar pequeno sim mas sem aumentar seu risco;
    Outro ponto que não sei como exatamente funciona em Portugal ou sua animação para "voltar a trabalhar" seria dar aulas, de aviação ou investimentos a exemplo do seu entrevistado Coast FIRE. Na aviação um problema seria escalar o "negócio" e nos investimentos vai muito da sua animação em fazer um curso ou mentoria já que você compartilha toda sua estratégia por aqui mesmo.

    Tempo para pensar não vai lhe faltar SrIF kkk algumas boas leituras para esse período "Trabalhe 4 horas por semana" e "ócio criativo"

    Att. https://engenhariadosinvestimentos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Fundo Tio Patinhas não existe efetivamente, ele é apenas um valor que está disponível para ser gasto mas o dinheiro já foi aplicado em algum tipo de ativo e a hora que precisar tiro de algum lugar. Mas limitar o valor seria realmente uma boa, vou pensar nisso mais para frente quando minha vida estabilizar, a mudança para Portugal vai consumir recursos enormes e o Fundo Tipo Patinhas vai sofrer bastante em 2020!rs

      Excluir

Postar um comentário