Ep24 | O sonho de Independência Financeira e Aposentadoria Antecipada (FIRE) americano.

     O convidado dessa semana vai nos contar como planeja conquistar a famosa "Financial Independence Retire Early" que tanto lemos nos blogs americanos, diretamente dos Estados Unidos eu converso com o "Expatriado" que trabalha por lá e pretende seguir ao pé da letra a cartilha FIRE para garantir um futuro financeiro mais tranquilo.







Para ouvir e acompanhar futuros episódios:
  • Apple Podcast - Diretamente via iTunes pesquisando por SrIF365 ou então clicando AQUI.
  • Ouça diretamente através site acessando a seção de PODCASTS


Comentários

  1. Como ele mora nos EUA, reconheço que há uma dificuldade para operar aqui. Mas a primeira coisa que faria seria tirar os 200 k da poupança e colocar num Tesouro Direto IPCA + mais longo, já que a previsão é que ele se "aposente" daqui há 9 anos. É um investimento com relativa segurança e que não demanda acompanhamento.

    Como o entrevistado disse que o aluguel leva mais de 50% do orçamento mensal, imagino que ele viva na Califórnia, Vale do Silício, Região de São Francisco. Também suponho que o empregador seja empresa do ramo de tecnologia.

    Daí, faria algo diferente. Por mais que a empresa empregadora hoje seja sólida, acho muito perigoso ter 25% de todo o patrimônio atrelado a um único ativo. Eu procuraria maior diversificação.

    No mais, ele está de parabéns por ter "aberto a mente".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Mente investidora, tudo bem?

      As mesmas regras se aplicam pra investir com o governo porque não declaro mais imposto de renda, mas vou dar uma olhada nisso. Também pensei em explorar outras avenidas, mas ainda não sei exatamente o que fazer. Pouco depois da entrevista pro canal comecei a trazer o dinheiro pra cá, mas a alta do dólar me fez parar hehe.

      Não vivo em SF mas eh uma área igualmente cara, sempre está em comparação com SF nas notícias que vemos e sim, eh uma empresa de tecnologia. Essa eh a minha estratégia hoje, sempre que minhas ações se qualificam (tem uma conta pra saber exatamente quando) eu vendo tudo pra colocar em outras contas de investimento, justamente pra não ficar tão exposto. O fato de esperar elas se qualificarem me faz economizar aproximadamente 20% em impostos, além dos 15% "grátis" que a minha empresa colabora.

      Agradeço as sugestões! Obrigado!

      Excluir
    2. Eu é que agradeço o seu testemunho. Tudo que agrega para a mentalidade FIRE é válido.

      Como você tem o sonho de sair viajando pelo mundo, especialmente América Latina, depois da independência financeira, e como, a princípio, você pretende continuar por aí, eu não perderia tempo em tirar dinheiro do Brasil e transformar em dólar. Não sou guru, mas acho que no longo prazo, o fosso entre as duas moedas só tende a aumentar. Se você conseguir amealhar uma boa reserva em dólar vivendo nos EUA, em minha opinião, terá mais colchão para ir gastando na América Latina, onde as moedas tem pouco valor.

      Excluir
  2. Nossa, incrível como meus objetivos e metas, inclusive no pós-FIRE são parecidos com o seu, Expatriado. Inclusive os podcasts que sigo são os mesmos.
    Como tbm estou morando nos EUA, tenho muitas perguntas:
    -Vc tem visto ou green card? Imagino que o segundo ja que planeja permanecer 10 anos aqui
    -Como pretende fazer com o tax residence depois de sair dos EUA? Algo que eu tbm estou pesquisando pq não quero ficar aqui de jeito nenhum
    -Como pretende fazer as retiradas do 401k? Vc falou do backdoor, mas pretende fazer o Roth conversion ladder tbm?
    -Já viu sobre o Exit Tax quando for sair dos EUA? https://hodgen.com/no-green-card-no-exit-tax-problem/
    -Tenho mais perguntas de cunho mais particular, se quiser trocar uma ideia me chama via DM no Instagram (https://www.instagram.com/aa40.fire)
    -

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nenhuma resposta do expatriado?

      Excluir
    2. Sumiu... não deve estar com cabeça para escrever nada por aqui.

      Excluir
    3. Fala AA40! Tudo bom? Desculpa a sumida, essas últimas semanas foram bem estranhas (acho que pra todos, né?)

      -Visto de transferência internacional por enquanto. Já estou no processo pra tirar o greencard.
      -Pretendo continuar sendo residente fiscal aqui nos EUA, já que deve ser minha única fonte de renda e já estou vendo as dificuldades pra declarar imposto fora dos EUA, que alguns amigos estão passando.
      -Ainda não finalizei minha estratégia, mas a ideia eh sim fazer conversion ladder e SEPP, mas ainda tenho muito o que pensar sobre, ainda mais com essa crise que estamos iniciando agora, aversão ao risco vai lá em cima. Já pensou ser obrigado a liquidar ações em tempos de corona?
      -Já li sim. Não pretendo renunciar, então acho que não vou ter problemas.

      Pode me chamar no telegram, estou a disposição para conversar: https://t.me/expatriadoBR

      Abraços!

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. Aproveitando a deixa do AA40, eu tambem estou nos EUA e ja pensei em tirar o green card mas desisti. Alem de ter algumas vantagens financeiras como expatriado, tirar um green card significa - pra quem nao sabe - para imposto eternamente para o tio Sam mesmo que vc nao more mais nos EUA

      Tem gente que da o ** pra conseguir um green card mas eu, sinceramente, acho uma fria pq o custo de vida nos EUA e altissimo. Tambem nao tenho planos de ficar aqui pra sempre. Vou atingir minha meta e cair fora daqui pra outro lugar.

      ExpatriadoBR, como vc tambem nao pensa em morar para sempre nos EUA, vale a pena tirar green card?

      E outra, acho muito dificil vc atingir a IF nos EUA com 1MUSD (entendi que e sua meta) mas trazendo essa grana para terras tupiniquins vc atinge isso muito facilmente. E mesmo que nao seja nos EUA, ta cheio de pais aberto pra receber estrangeiros sem as exigencias absurdas dos EUA.

      Excluir
    6. Fala FireFrustrado, tudo bem?

      Me chama no telegram, vamos conversar melhor: https://t.me/expatriadoBR

      Acredito que você possa estar enganado em relação ao greencard. Enquanto você tem um greencard você precisa sim pagar impostos nos EUA mesmo em receitas obtidas fora, e eh esse um dos motivos que me leva a não investir o dinheiro no Brasil mais, a complicação pra declarar eh muito grande, mas o greencard não eh pra sempre. Se você ficar fora dos EUA por 6 meses eh necessário justificar a ausência e se ficar fora por 12 meses seu greencard eh cancelado, o que já me evitaria esse problema, apesar de ter que me atentar a exit tax como alguém mencionou em outro comentário. Caso após o greencard eu busque a cidadania, aí sim estaria "condenado" a pagar impostos nos EUA pra sempre, o que acredito que não seja de todo ruim (no meu ponto de vista) e eh por isso que não pretendo devolver uma futura cidadania.

      Pense que uma renda de 180 mil reais no Brasil hoje eh considerado alta renda, o que gera altos impostos. Nos EUA, 36 mil dólares (180/5 reais) eh considerado baixa renda, ainda mais se estiver casado, o que me aliviaria bastante na questão dos impostos e ainda deixaria minha renda em uma moeda forte, que facilitaria pra mim mover ao redor do mundo, certamente com mais segurança do que se tivesse que converter de real pra dólar/euro/etc.

      Além disso, caso aconteça alguma coisa, um outro cisne negro como esse mês de março, eu poderia voltar ao mercado de trabalho com mais facilidade/maior remuneração nos EUA do que no Brasil e não tendo uma cidadania nesse aspecto seria prejudicial.

      Abraços,
      Expatriado

      Excluir
  3. Parabéns pelo podcast!
    Gostaria de um contato do Expatriado para tirar algumas dúvidas, visto que também estou de mudança para os EUA e gostaria de ajustar alguns pontos do meu plano de FIRE. Como é possível fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No meio dessa bagunça ele sumiu... vou tentar contato e passar seu recado.

      Excluir
    2. Fala FIRE Brasil!

      Me chama no telegram: https://t.me/expatriadoBR

      Abraços!

      Excluir

Postar um comentário